TransLúdica

A TransLúdica, formada e criada por Fernanda Kawani Custódio (atriz trans e ativista dos corpos em situação de prostituição) e Guttervil Guttervil (artista agênero), produz e cria uma programação transvestigênere, que abrange artes plásticas, teatro, cinema, performance, além de um bate-papo.

Além da programação, que acontece na Tenda Evidências, a marca TransLúdica fomenta o bazar que acontece no BAB Bar, de expositores transvestigêneres, de 12 a 14 de outubro.

Quando: Dom, 14/10.

Onde: Tenda Evidências.

Curadoria: Fernanda Kawani Custódio e Guttervil Guttervil

 

11h – Abertura e Exposição de Quadro – Marcos Vinícius Belarmino, homem trans, artista plástico.

11h30 – Mesa de Bate-Papo – Com o apoio exclusivo da Deixa Q Eu Faço Buffet e Eventos, construída pelas maravilhosas Tracy Santos e Fran Oliver, que vem dando abertura para corpos negros no mercado de trabalho e expandido a sua empresa com parcerias no mundo das artes. E para que esse empoderamento todo se cumpra convidamos os seguintes corpos Trans para tomar um lindo café com o público enquanto conversamos e debatemos todos os tipos de assunto:

Luh Maza: Mulher Trans Negra, Atriz, Dramaturga e Diretora que será nossa mediadora

Daniel Veiga: Homem Trans e Dramaturgo

Alex Salcedo Ballestrin: Intersexo, Designer Gráfico e Social Mídia

Maitê Schneider: Mulher Trans, Atriz e idealizadora do Trans Emprego

Leona Jhovs: Mulher Trans, artista da Cia Pessoal do Faroeste

Fernanda Kawani Custodio: Mulher Trans, sócia proprietária da Marca TransLudica e ativista na inserção de corpos Trans no meio social, comercial e artístico.

Èrika Hilton: Mulher Transvestigênere e Negra, Idealizadora do cursinho pré-vestibular TRANSformação, na USP, Ativista e política.

13h – Vídeo Performances – Finalizando o bate-papo, os vídeos performances das manas Alice Yuda, Mulher Trans de Mato Grosso e Cali Ossani, Mulher Trans Não Binária de Curitiba. (14 anos).

15h – Performances – Florido In (Solidão) e Márcia Dailyn. (14 anos).

17h Casa de Bonecas – A Última Nora – Você acredita no amor? Nora era a mulher ideal e Rodrigo um homem, gay e não-binário. Aqui vocês veram as histórias de um ator e de uma personagem se entrelaçarem. A solidão amorosa de uma Bixa e o amor doentio de uma mulher perfeita. Dentro de cada um de nós há uma Nora. (60 min). Direção e atuação: Rodrigo Vicente. (14 anos).

19h – Part-Ir do Corpo – Da ânsia de partir surge o sufoco. Voz, esses espíritos que perderam a vida. Estado caótico da transformação estagnada. Medo do impulso e da trava do pânico ansioso e claustrofóbico. Matar-se é coisa banal. Relatos de uma sociedade mesquinha e suja. (120 min). Direção: Órion Lalli. (16 anos).

21h – Genderless – Um Corpo Fora da Lei (Leitura Dramatizada) – Narra a história da primeira pessoa a ser reconhecida como sem gênero no mundo. Artista agênero, Guttervil dá voz ao texto de Márcia Zanelatto (Rio Diversidade), sob direção de Luh Maza, trazendo a discussão de quem desafia o sistema se afirmando nem homem e nem mulher: genderless.         (30 min). Texto: Marcia Zanelatto. Direção: Luh Maza. Elenco: Guttervil Guttervil. (14 anos).


Comments are closed.

Back to Top ↑
  • Twitter


  • Facebook