Teatro dos Arcos

TEATRO DOS ARCOS TERÁ PROGRAMAÇÃO VOLTADA AO IMPROVISO DENTRO DO FESTIVAL SATYRIANAS

 

Pelo segundo ano consecutivo, o Teatro dos Arcos é parceiro do Festival Satyrianas. Em 2018, o espaço oferecerá durante os quatro dias do evento dezenas de atividades artísticas entre espetáculos, shows musicais e oficinas de teatro e dança dos grupos residentes do espaço e também convidados, com o intuito de fortalecer e divulgar a arte do improviso em suas mais variadas formas.

Desde 2016 sob a direção artística de Ian Soffredini, o Teatro dos Arcos vem passando por uma revitalização com fomento a grupos de pesquisa, apresentação de espetáculos e oficinas diversas oferecidas à população, todos voltados à experimentação e pesquisa da Espontaneidade e do Improviso.

Em três dos quatro dias (quinta, sexta e domingo), ocorrerão apresentações consecutivas dos três espetáculos dos grupos residentes de pesquisa em improviso do Teatro dos Arcos. No sábado as apresentações serão de grupos convidados.

A distribuição de ingressos ocorre uma hora antes do início de cada espetáculo, portanto o ideal é chegar com antecedência para garantir a entrada. Algumas atividades serão gratuitas e outras contarão com contribuição espontânea ao final, no esquema “pague quanto puder”. Consulte o site oficial do Festival Satyrianas e as páginas do Teatro dos Arcos nas redes sociais para mais informações.

 

Mostra Espontânea – Repertorio do núcleo residente

Haroldo – A cada noite o grupo formado por experientes improvisadores apresenta um espetáculo de comédia totalmente improvisada cujo estímulo é uma única palavra sugerida pelo público. Dirigidos por Ian Soffredini e Gui Neves, os integrantes do “Coletivo Quase Todos” se apresentam em um esquema de rodízio, sempre acompanhados por um músico improvisador.

O título “Haroldo” faz referência a Harold, uma estrutura do teatro de improviso de longa duração desenvolvido pelo ator, improvisador e professor americano Del Close. Os diretores realizam o trabalho no mesmo formato denominado Long Form. (60 min). Direção: Ian Soffredini e Gui Neves. Elenco: Aline Ewald, Daniel Obregon, Fefa Codesso, Francesco Minelli, Gabriel Caropreso, Geraldo Rodrigues, Gui Neves, Ian Soffredini, Laura Rodrigo, Maria Eugenia Portolano, Manuela Origuella, Michelle Gallindo, Pedro Truszko, Robert Gomez e Wesley Amorim. Quando: Qui, 11/10, Sex, 12/10 e Dom, 14/10 às 20h. 12 anos.

Script Um longa-metragem improvisado – Com direção de Ian Soffredini, o espetáculo de improviso faz referências à estética cinematográfica.  O espetáculo mimetiza os efeitos do cinema utilizando-se dos recursos da construção cênica teatral. Close, enquadramento, movimento de câmeras e outros recursos da linguagem cinematográfica são sugeridos nas movimentações e posicionamento dos atores em cena, configurando-se em um teatro de improviso que brinca com a narrativa do cinema.

Em cena um personagem inicia o jogo de improviso: é o Roteirista, que descreve o que o público verá na “tela do cinema”: onde acontece a cena, quem são os personagens da história e quando acontece a ação. Com base nestas informações, os improvisadores desenvolvem um único “filme” com começo, meio e fim a partir de três gatilhos colhidos junto à plateia antes do espetáculo começar: o título desse filme e duas de suas principais locações. (50 min). Direção: Ian Soffredini. Elenco: Adriano Castanheira, Aline Ewald, Daniel Obregon, Ian Soffredini, Maria Eugenia Portolano, Manuela Origuella e Priscila Muniz. Quando: Qui, 11/10, Sex, 12/10 e Dom, 14/10 às 21h. 12 anos.

 

Estreia de Espetáculo da Mostra Espontânea

Sigo de Volta – É uma pesquisa que usa imagens como gatilho da cena e promove interação com os usuários do aplicativo Instagram para inspirar a criação das cenas improvisadas. O público, ao retirar seu ingresso na bilheteria, poderá informar o seu perfil de usuário do Instagram. O perfil do espetáculo “#sigodevolta” seguirá os perfis das pessoas da plateia e a produção escolherá algumas imagens que servirão de inspiração para as cenas de improviso. O cenário do espetáculo conta com uma projeção num telão, exibindo em tempo real a interação com o Instagram. O público verá as imagens escolhidas e, simultaneamente, as cenas improvisadas. Ian Soffredini, diretor do espetáculo, ressalta que os improvisadores pretendem alcançar resultados cômicos com inspiração nas imagens, nunca praticando cyberbullying. (50 min). Direção: Ian Soffredini e Gabriel Caropreso. Elenco: Gabriel Caropreso, Ian Soffredini, Manuela Origuella e Priscila Muniz. Quando: Qui, 11/10, Sex, 12/10 e Dom, 14/10 às 22h. 12 anos.

Todas as apresentações da Mostra Espontânea serão gravadas e o conteúdo disponibilizado no canal Teatro dos Arcos no Youtube.

 

Espetáculos Convidados

Quebra Cabeça – Uma pequena abertura de stand-up comedy + um show de comédia improvisada, no qual cada cena é criada a partir das sugestões da plateia, o que torna cada apresentação única. O elenco é composto por Gustavo Boleiro, Felipe Kuchler, Serginho Salles, Cláudio Silva, e Adriano Schmidt, nomes promissores da comédia nacional. Elenco: Gustavo Boleiro, Felipe Kuchler, Serginho Salles, Cláudio Silva, e Adriano Schmidt. (70 min). Quando: Sáb, 13/10 às 21h. 12 anos.

Solidões Públicas – Solidão Púbica é o termo usado por Stanislavski para definir o estado ideal do ator: quando o ator é 100% fiel ao que está fazendo, como se estivesse fazendo sozinho, mas está sendo observado. Inspirado por este conceito e por essa qualidade de atuação ideal, juntamente com a imagem de que cada indivíduo vive numa solidão pública gerada pelos grandes centros urbanos da sociedade moderna, o espetáculo “Solidões Públicas” foi criado. O público assiste a seis solos com histórias de diferentes personagens que não se conhecem. Apenas o público saberá da jornada pessoal de cada personagem. E cada um dos seis atores é responsável por improvisar a história de sua personagem, criando todos os cenários, conflitos e outros personagens que possam aparecer no enredo, sem dizer uma palavra, apenas por meio da improvisação com mímica. O espetáculo inicia a partir de dois estímulos fornecidos pelo público: um espaço público e algo que é feito na privacidade.   (60 min). Direção: Fábio Lins. Elenco: Allan Benatti, Camila Masri, Douglas Britto, Fábio Lins, Wagner Cavalleiro, Xexéu Vaulez e Wagner Cavalleiro. Quando: Sáb, 13/10 às 19h. 12 anos.

 

Oficinas de Improvisação

Introdução ao Improviso – Aceitação e Espontaneidade – Esta oficina tem como objetivo apresentar os princípios fundamentais da improvisação teatral: a capacidade de aceitação dos estímulos em cena, disponibilidade em cena e uma atitude positiva frente às propostas e oportunidades apresentadas no jogo teatral. O estado de prontidão demanda espontaneidade para lidar com o imprevisto. Ministrada por Ian Soffredini. As inscrições podem ser feitas através do e-mail contato@teatrodosarcos.com.br. Quando: Sáb, 13/10 das 15h às 18h. 16 anos.

Contato Improvisação – Uma dança que se propõe mover através da relação qualitativa de escuta e conexão, compartilhando um espaço de criação e jogando com as possibilidades de linguagens corporais, pesquisando as leis da física em diálogo com diferentes estratégias de autopreservação e sobrevivência. Uma interface artística-estética-cognitiva entre a percepção dos recursos pessoais e a inteligência coletiva. Essa oficina é um convite para o mover juntos a partir da percepção de si e do espaço, pela qualidade de escuta e conexão entre corpos e as possíveis relações físicas desse encontro; a prática de estados de vertigem, atenção e consciência em um ambiente de cooperação. Quando: Sáb, 13/10 das 18h às 22h. 16 anos.

 

Jam de Improvisação

Convidamos todos a essa Jam clichê de contato improvisação!

Jam é um espaço de pesquisa das possíveis formas de improvisação e troca através da dança, estabelecida pela qualidade de conexão entre os participantes e o grau de escuta para o espaço e suas nuances imprevisíveis.

E se valendo da imprevisibilidade, assim como o “Amor”, embarcaremos no tema dessa edição da Satyrianas e dedicaremos 1 hora da nossa Jam com músicas sobre esse mote universal. Venham com roupas confortáveis e corações abertos. A todos os públicos, independente de idade, nível técnico, cor, gênero, orientação sexual ou tribo. Quando: Sex, 12/10 das 14h ás 18h. Livre.

 

Show

Clarena – Da interação de Gustavo Vieira (cordas e voz) e Daniel Zanna (cordas e voz), dois artistas da cena independente da cultura paulistana, nasceu o interesse em um trabalho musical que trouxesse em si a relação das polaridades do universo. O claro e o escuro, o dia e a noite, o negativo e o positivo. O equilíbrio de energias opostas que se complementam. Com a musicalidade que explorasse diversos ritmos brasileiros, com grande influência do universo afro / regional (valorizando sempre o arranjo de vozes e violão). O projeto ganhou o corpo atual com a conclusiva integração dos artistas João Paulo Gomes (percussão e performances) e Nahuel Caran (percussão e cordas) que pontuam a atmosfera rítmica surreal do show ao vivo que possui um forte caráter performático. Débora Cristhian (baixista e voz) trouxe o balanço que faltava somando à percussão. Projeto Clarena traz letras que revelam a luz e a sombra da alma humana, o universo e a necessidade da sua simbiose. (90 min). Quando: Qui, 11/10 às 23h. 16 anos.


Comments are closed.

Back to Top ↑
  • Twitter


  • Facebook