Teatro Adulto

Teatro Adulto

TEATRO ADULTO

 

7 encruzilhadas – Qual a linha que separa a crença religiosa da insanidade? E qual o limite da insanidade e do amor? Essas são algumas das questões levantadas pela peça “ 7 Encruzilhadas” – duvidando do que é real, crendo no imaginário. Nem tudo o que os olhos vêem é verdade e nem tudo o que imaginamos é  sonho.  Texto: Kako Soares. Direção: Kako Soares e Chris Ferreira. (60 min). Elenco: Shirlei Souza, Gleidson Filipe Diaz, Fabrízzio SanVares, Renato Roriz, Ramon Materazzo, Valéria Marcon, Diana Letícia, Pedro Fagundez, Daniel Lopes, Hiago Christe e Daniele Claudino.

Quando: Dom, 05/11 às 18h30. Onde: Cia Pessoal do Faroeste. 14 anos.

Alguma Coisa Sexual – A Identidade de Gênero foi o ponto de partida para o
trabalho de conclusão dos alunos da Oficina Satyros – Módulo Performativo,
que por meio de suas próprias experiências , criaram cenas que discutem o
gênero que lhes foi atribuído e as diversas possibilidades que vão além das
normas específicas de " ser homem" ou " ser mulher". (30min).Texto: Criação
coletiva. Direção: Tiago Leal. Coordenação: Rodolfo García Vázquez.
Elenco: Marina Bragion, Beatriz Belintani,  Marcelo Rodrigues,Vitória Gouveia,
Renan Motta, Lucas de Carvalho, Mel Santos, Larissa Brito, André  Moura,
Guilherme  Barca, Marina Gimenez, Cinthia Kadel, Beatriz Foshi, Diogo Azzi
Ferreira, Samara Lacerda, Mariana Gonçalves, Victor Gomes, Rogerio Teza,
Jayme Rezante, Joâo Scaranelo, Eduardo Mauer, Joâo Rebolças.

Quando: Dom, 05/11 às 16h. Onde: Satyros Um. 18 anos.

 

A Janela de Plínio – Plínio nada mais é do que um jovem como muitos de nosso tempo: isolado em um mundo comunicativo, não possui necessidade de se relacionar com outras pessoas, apenas deseja manter a situação atual. Sua irmã, Marcela, para se tornar livre do compromisso de cuidar do irmão, o convence da necessidade de arranjar um casamento, se adequando assim à formatação social na qual o homem deve se casar com alguém que o sirva. A partir daí a realidade começa a ser alterada de modo que não sabemos mais quais personagens realmente existem e quais fazem parte do imaginário de Plínio. (40 min). Texto e Direção: Daniel Prata. Elenco: Roberto Pires, Murilo Maza, Anne Fernandes, Daniel Prata e Karina Scott.

Quando: Sábado, 04/11 às 22h30. Onde: Casa Café Teatro. 16 anos.

 

A casa de todos os Santos – Você não precisa acreditar em santos. Mas eles acreditam em você. Todas as suas escolhas sempre serão regidas por eles. “A Casa de Todos os Santos” conta três histórias de escolhas. Crentes e desacreditados, de diferentes religiões, lutam para defender ou escapar de suas escolhas. (60 min). Texto: Kako Soares. Direção: Kako Soares e Chris Ferreira. Elenco: Felipe Cantoni, Anderson Garcia, Gleidson Felipe, Babi Rosa, Bi Monteiro, Renata Fernandes, Pedro Fagundez, Renato Roriz, Vinicius Andrade, Edgar Luna, Matheus Sales e Andressa Kemelly. 

Quando: Qui, 02/11 às 20h. Onde: Estação Satyros. 18 anos.

 

ABOIO – Play Gay – A montagem é resultado de um trabalho de dois anos de pesquisa de elementos humanos e comportamentais dos boiadeiros, no interior paulista. Baseado no conto que deu origem ao filme “O Segredo de Brokeback Mountain”, em tempos de “cura gay”, a peça fala sobre o amor proibido entre dois boiadeiros. (50 min). Texto: Mauricio Lencasttre. Direção: Mauricio Lencasttre. Elenco: Danillo Sangioy e Izildo Galindo. 

Quando: Sáb, 04/11 às 23h. Onde: SP Escola De Teatro – Sede Roosevelt. 14 anos.

 

“Adormecidos” – “Adormecidos” é uma reflexão contemporânea a respeito da situação atual de nossa sociedade, inspirado em obras de Bertolt Brecht, na crise capitalista e na globalização. De maneira irônica o espetáculo utiliza de personagens simbólicos para responder a seguinte questão: O homem merece ser ajudado? (90 min). Texto: Grupo Teias de Teatro. Direção: Gerson Neves. Elenco: Gerson Neves, Richard Ventura, Mirian Dias e Diego Bernardino. 

Quando: Dom, 05/11 às 22h. Onde: Cia. Pessoal Do Faroeste. 12 anos. 

 

Açougue Humano – No ano 2000, a morte de uma criança em Minas Gerais revela impressões digitais de mãos sedentas por dinheiro. “Açougue Humano” denuncia a realidade do incontável número de vítimas das quadrilhas de tráfico de órgãos humanos espalhadas pelo mundo. (15 min).
Texto: Renan Paini. Direção: Renan Paini. Elenco: Renan Paini. 

Quando: Qui, 02/11 às 23h. Onde: Satyros Um. Livre.

 

Animalescos – Exercício cênico que transita entre o teatro e a performance, “Animalescos” levanta questões sobre o ser humano e seus instintos, colocando em discussão temas sociais como gênero, relações, fome, sexo e poder dentro de um contexto pós moderno. (60 min).
Texto: Alexandre Marchesini. Direção: Alexandre Marchesini. Elenco: Arthur Borges, Bruna Paiva, Juliana Ozeranski, Karla Samantha, Lucas Godinho, Rafaella Domingos e Rafaelly Lacerda. 

Quando: Sáb, 04/11 às 14h30. Onde: SP Escola De Teatro – Sede Roosevelt. 16 anos.

 

A Suíte – “O que terá acontecido no “Hotel Marilyn Keaton”? Crime ou um pacto de amor? Um clima de suspense invadiu o Largo do Arouche.” (30 min). Texto: Silvia Diaz e Kiury. Direção: Tatyana Dantas. Elenco: Ju Carrega, Rafael Aragão, Daniel Scucuglia e Marcia Papoti.

Quando: Dom, 05/11 às 23h. Onde: Estação Satyros. 14 anos.

 

Ausências de Mim – Através da visão de uma menina que é brutalmente inserida em um hospital psiquiátrico, conhecemos a história de 3 mulheres que foram classificadas com quadros de loucura após cruzarem uma porta. O que é ser louco na visão de alguém que se considera normal? O que diferencia a loucura da sensatez? (55min). Texto: Marino Hilário Catarino. Direção: Marino Hilário Catarino. Elenco: Helen Camilo, Maria Macedo, Tamara Sanny e Vitório Gouvêia. Quando: Sáb, 04/11 às 01h30. Onde: Satyros Um.

 

Atrium Carceri – Um padre entregue a insanidade e culpa cristã, após descobrir um amor nefasto e que ninguém abençoará. Ele permeia por um misto de culpa, amor, ódio, dúvidas e conflitos sexuais, navegando com um fardo que corrói a sua vida. Será que amar tanto assim pode nos levar a loucura? (50min). Texto: João Guerreyro. Direção: Eduardo Osório. Elenco: Mário Goes. Quando: Sáb, 04/11 às 02h. Onde: Espaço dos Parlapatões. 16 anos.

 

Autópsia – Quantas vidas se farão necessárias para que comecemos a escutar nossas próprias vozes? Será necessário estar no controle para saber quem somos! A Alma necessita de um próprio estudo. (40min). Direção: Daniel Belizario. Elenco: Guilherme Cedran e Mayara Cordeiro. Quando: Dom, 05/11 às 01h00. Onde: Estação Satyros. 12 anos.

Às 6, Na Estação – Em uma estação de trem desconhecida seis mulheres esperam a chegada do próximo trem, porém este nunca para afim de que elas possam embarcar. A repetição do evento resulta em que estas mulheres interajam e passem a revelar, pelo cansaço da situação, e o “esgarçamento das emoções”.(50 min). Texto: Cia. Da Estação. Direção: André Castelani. Elenco: Alessandra Ribeiro, Caio Bigliazzi, Denise Magalhães, Lili Colonese, Maria Lúcia Branco e Thais Natel. 

Quando: Qui, 02/11 às 23h. Onde: Cia. Pessoal Do Faroeste. 12 anos. 

 

Anjo – o ser em processo – A jornada do Anjo em seu processo de maturação. Através da dor e da ilusão – oriundas do Ego e explicitadas em A Queda e O Reinado – a ascensão do Anjo a maturidade se concretiza na Redenção, marcada pelo arrependimento em relação aos seus erros e pela compreensão de sua trajetória. (55 min). Texto: O grupo Ethos Teatro e Pesquisa. Direção: Lúcia de Léllis. Elenco: Carolina Otoni,Rafael Pinheiro e Sandra Ennes. 

Quando: Dom, 05/11 às 18h. Onde: Satyros Um. Livre. 

 

Bertoleza – Uma pequena tragédia musical – Como encenar uma história escrita no século XIX e fazer com que ela questione e problematize as relações que criamos dois séculos depois? Foi com essa questão que nos deparamos com Bertoleza: mulher, negra e escrava. É através dela que olhamos para a obra “O Cortiço” de Aluísio de Azevedo. (40 min).
Texto: Anderson Claudir. Direção: Anderson Claudir. Elenco: Luana Costa, Juliana Manczyk, Drica Monticelli, Sofia Serafim, Janaína Maranhão, Helena Pureza, Alessia Krisanovski, Bruno Silvério, Matheus França, Danilo Correa, Vini Hideki e Hugo Carvalho. 

Quando: Sáb, 04/11 às 18h. Onde: SP Escola De Teatro – Sede Roosevelt. 12 anos.

 

Borboleta Dandara – Fernando Borbolético questiona seu gênero e lida com opressão durante toda sua vida. A peça narra sua história desde seu nascimento até sua morte. Fernando, quase borboleta, só queria asas para voar. A peça é o trabalho de conclusão do módulo Diegético de 2017, dirigida por Gustavo Ferreira. (45 min). Texto: Montagem Oficina dos Satyros. Direção: Gustavo Ferreira. Elenco: Mariana França, Anderson Nogueira, Leonardo Carvalho, Stefania Robustelli, Beatriz Poiani, Eduardo Pinheiro, Guilherme Rampim, Heyde Sayama, Luhara Machado, Isabela Pivetta, Priscila Puga e Rodrigo B. 

Quando: Qui, 02/11 às 21h30.  Onde: SP Escola de Teatro – Sede Roosevelt. 14 anos.

 

BOTE – Artistas da dança que dividem o espaço para encontros, ensaios, montagem e apresentações. É uma proposta de residência e programação para o Centro da Terra, 3 semanas de duração, com 6 dias de abertura para o público. Neste período, as artistas se propõem a instaurar um ambiente fértil para a troca, colocando em prática a parceria e a apresentar, cada uma, um trabalho de sua autoria. É raro hoje em dia tempo para experimentar no espaço do teatro sem que seja num ensaio técnico ou já no dia da apresentação. Artistas: Bárbara Elias, Bárbara Malavoglia, Beatriz Sano, Isabel R. Monteiro, Joana Ferraz, Júlia Rocha, Marion Hesser.

Quando: Sex, 03/11 às 21h, Sáb, 04/11 às 20h, e  Dom, 05/11 às 19h. Onde: Teatro Centro da Terra. 16 anos.

 

Cabaret Fucô – Em um cabaré de freaks, discutem-se os caminhos do homem na sociedade contemporânea, ao som de canções compostas pelo colletivo de artistas. O feminismo, a repressão sexual, os  controles sociais são temas que se transformam em sketches de um show de variedades onde o ridículo e o patético se encontram. (90min). Texto: Ivam Cabral e Rodolfo García Vázquez. Direção: Rodolfo García Vázquez. Elenco: André Lu, Bel Friósi, Daiane Brito, Eduardo Chagas, Fabio Penna, Felipe Soares, Gustavo Ferreira, Henrique Mello, Ivam Cabral, Julia Bobrow, Robson Catalunha, Sabrina Denobile e Silvio Eduardo.

Quando: Qui, 02/11 às 23h59. Onde: Espaço dos Parlapatões. 14 anos.

 

Cansei de Tomar Fanta – Adaptação do texto de Alberto Guzik que busca questionar o estereótipo binário presente nas relações heterossexuais, ressignificando o breve diálogo do casal que, sentado em uma mesa de bar, começa a discutir a relação. (30 min). Texto: Alberto Guzik (adaptação de Beatriz Belintani e Luis Holiver). Direção: Beatriz Belintani. Elenco: Beatriz Belintani e Luis Holiver.

Quando: Sáb,04/11 às 22h30. Onde: Satyros Um. Livre.


Carta ao meu estuprador – Ato 1 (em processo) – Mulher narra sua carta escrita para o homem que a estuprou. Baseado em uma história real e anônima, o espetáculo traz uma encenação intimista, onde o público, colocado no espaço cênico como um “júri”, testemunha como o sistema judiciário torna a vítima culpada do próprio crime que sofreu. (20 min).
Texto: Fernanda Sanches. Direção: Fernanda Sanches. Elenco: Fernanda Sanches.

Quando: Sex, 03/11 às 21h. Onde: Estação Satyros. 18 anos.

 

Carta ao Pai, de Franz Kafka – Em um sanatório, internado com tuberculose, o oprimido e doente autor judeu Franz Kafka escreve uma carta para seu pai, o opressor comerciante Hermann Kafka, em que fala do seu medo da figura paterna e da sua relação com ele em um acerto de contas de anos. (50 min). Texto: Dionisio Neto. Direção: Dionisio Neto. Elenco: Dionisio Neto.

Quando: Sex, 03/11 às 23h30. Onde: SP Escola De Teatro – Sede Roosevelt. Livre.

 

Casa de Bonecas – Uma boneca desejada, uma boneca moldada. Nora era a mulher ideal: a boa filha, a boa esposa, a boa mãe. Assim Nora vivia uma vida vazia de sentidos. Um pequeno deslize, uma grande reviravolta. Nora se vê diante de acontecimentos que derrubam sua Casa de Bonecas – tudo aquilo que acreditava ser real. (60 min). Texto: Hentik Ibsen. Direção: Cadu Witter. Elenco: Rodrigo Vicente. 

Quando: Sex, 03/11 às 18h. Onde: Estação Satyros. 14 anos.

 

CERBERA – Buraco da fechadura: esse é o ponto de partida e a sensação despertada nos expectadores. A narrativa é fragmentada em tempos, espaços e sensações que se interseccionam entre o presente, o futuro ou o passado. Muitas mortes aparecem no palco, sejam elas de gênero, sexo ou ideais. Martin e Cecília estudam na mesma escola e são muito amigos. Para ele, Cecília é a resolução de todos seus problemas. Sua mãe é alcoólatra e vítima da violência de um padrasto incontrolável e sua professora de piano o abusa sexualmente. Com esse contexto de pano de fundo, quando espelhado ao público, é explicitada uma crítica sobre a sociedade contemporânea, que esconde suas camadas de perversão em seus discursos libertários. Uma classe média que não tem coragem em assumir suas doenças, entra em um jogo psicológico ofuscado pela sedução, e atinge um ápice de deformação, o que cria um limite entre a loucura e a morte. Antecedida por “OITO BALAS” (2016) e “MEIA-NOITE, FELIZ NATAL” (2016), “CERBERA” chega para fechar a trilogia escrita por Carol Rainatto e concluir um vértice de raciocínio, que se complementa enquanto “realidade” e “crítica ficcional”. (80min). Texto: Carol Rainatto. Direção: Elias Andreato. Elenco: Rainatto, Rodrigo de Castro, Rodrigo Frampton, Victoria Blat e Ynara Marson.

Quando: Qui, 02/11 às 21h e Sex, 02/11 às 21h.  Onde: Espaço dos Parlapatões. 18 anos.

 

Chão de estrelas – Um convite a ouvir Maysa Matarazzo, com suas canções, declamações, poesias e música, mostrar ao público seu pregado artista pessoal que é único. Com base teatral um texto sentido. (50 min).
Texto: Marcia Dailyn por Thiago Mendonça. Direção: Thiago Mendonça. Elenco: Marcia Dailyn. 

Quando: Qui, 02/11 às 21h30. Onde: Estação Satyros. Livre.

 

Cidade/Abismo – Cidade/Abismo caminha por uma dramaturgia multi-fragmentada, não cronológica, que aborda linhas narrativas diversas. Um corpo que não chega à superfície, a junção e desencontro de seres atravessados frente ao caos. Um mergulho vertiginoso, que instaura uma concreta e transitória poética da queda. (90 min).
Texto: Leandro Bacellar. Direção: Leandro Bacellar. Elenco: Carolina Lavigne, Diego Carneiro, Luiz Fernando Lopes, Marcela Bull, Nívia Terra, Ramon Alcâncata e Stace Mayka.

Quando: Sáb, 04/11 às 23h30. Onde: Satyros Um. 16 anos.

 

Corpos Falantes – Corpos Falantes traz para o palco algumas cenas
performativas a partir da discussão da identidade de gênero. Texto: Criação
coletiva. (15min). Direção: Daiane Brito. Coordenação: Rodolfo García
Vázquez. Elenco: Adelmo Avelino, André Freitas, Beatriz Souza, Chayenne
Munarack, Daniela Funez, Edson Pielechovski, Ewerton Morais, Fred Lago,
Jéssica Nazli, Josi Mendonça, Leandro Rossi, Lucas Pereira, Markos Martinz,
Pauliana Reis, Rodrigo Barros, Stefania A. Robustelli. Quando: Dom, 05/11 às
14h30. Onde: Estação Satyros.

 

Crime e Castigo – Uma vida para Ródion Raskólnikov, uma incrível leitura da Obra de Dostoiévsky – Crime e Castigo é uma das principais obras primas da Literatura Universal, o núcleo da história é a vida de Ródion Românovitch Raskólnikov, marcada pelo assassinato de duas mulheres. Após cumprir a pena de oito anos de prisão na Sibéria, ele teve a oportunidade de reconstruir sua história, graças ao amor.
2016 marca os 150 anos de nascimento dessa obra clássica da literatura mundial, que influenciou grandes nomes como Franz Kafka, Gabriel Garcia Márquez, Friedrich Nietzsche e Sigmund Freud. (75min). Texto: Luciano Martins-Costa. Direção: Luciano Martins Costa e Carla Leoni. Elenco: Márcio De Luca.

Quando: Qui, 02/11 às 21h. Onde: Teatro do Ator. 14 anos.

 

Crônicas de uma Dedo Podre/ processo aberto – Através da reunião de um grupo de apoio, as dedo-podre (mulheres brilhantes com péssimo gosto para homens) compartilham suas histórias e vivências, discutindo sobre o status da afetividade feminina no mundo contemporâneo: uma geração dividida entre o amor romântico e o amor líquido. (50 min) Texto: Luciana Ramim. Direção: Otávio Oscar. Elenco: Luciana Ramin.

Quando: Qui, 02/11 às 23h30. Onde: SP Escola De Teatro – Sede Roosevelt. 14 anos.

 

Dama Da Noite – Dama da Noite é uma mulher livre de todos os julgamentos e preconceito que a sociedade impõe, ela não anda dentro da roda gigante da sociedade, uma mulher no seus trinta e poucos anos com sua descoberta em ser uma mulher trans ela também relata o HIV como a doença do amor. (50 min). Texto: Caio Fernando Abreu / Adaptação Gabi Eva e Thiago Herculano. Direção: Gabi Eva. Elenco: Elis Fresan e Thiago Herculano. 

Quando: Dom, 05/11 às 15h. Onde: SP Escola De Teatro – Sede Roosevelt. 16 anos.


Dama da noite – Uma criatura pansexual em uma noite qualquer, encontra um garoto na mesa do bar e levanta grandes questões em doses desequilibradas e poeticamente extravagantes sobre a solidão, morte, sexo, AIDS, discriminação e sobre fazer parte ou não da roda que só roda com os rótulos impostos pela sociedade. (25 min).

Texto: Bruno Akimoto. Direção: Bruno Akimoto. Elenco: Bruno Akimoto e Viviane Liotto. 

Quando: Sáb, 04/11 às 17h. Onde: Satyros um. 14 anos.

 

Deus, o Diabo e o Casamento. – Na véspera do seu casamento o jovem Jonas sonha com o Diabo, que de bigorna e martelo na mão está pronto para por em teste o casamento, consagrando uma aposta feita com Deus. Será que este frágil bibelô sobrevive ao ferro do seu martelo? (30 min).
Texto: Lucas Paiva / Adaptação de Contos do Escritor Rubens Alves. Direção: Lucas Paiva e Carlos Ataíde. Elenco: Carlos Ataíde e Vinicio Dutra. 

Quando: Dom, 05/11 às 17h. Onde: SP Escola De Teatro – Sede Roosevelt. 16 anos.

 

Deuterostômios – Com características embrionárias peculiares,
deuterostômios são um grupo de animais em que o ânus é formado antes da
boca. Livremente inspirado no Manifesto Contra-Sexual de Paul. B. Preciado, a
peça questiona a ideia de prazer limitado apenas aos órgãos chamados
sexuais e, ainda, reflete sobre os padrões instituídos pela
cisheteronormatividade. (30min).Texto: Criação coletiva. Direção: Daiane
Brito. Coordenação: Rodolfo García Vázquez. Elenco: Bárbara Bernardes,
Bruna Buzzato, Caio Megiato, Carol Néspoli, Bárbara Francesca, Cris Soga,
Christian Sedemaka, Geovanna Bucci, Stephanie Verensuela, João Fittipaldi,
Júlia Marchi, Mamá Fernando, Mariana Marques, Mary Shima, Rafael Bruno
Lopes Salgado, Vitor Pereira e Vívian Mello. 18 anos.

Quando: Sáb, 04/11 às 14h. Onde: Satyros Um.

 

Dioniso – A Vida Indestrutível – O espetáculo faz parte de uma trilogia sobre ‘Vida e Morte’, que iniciou com o mito grego de Orfeu e agora tem em seu epicentro o mito de Dioniso, deus da tragédia, do vinho, da loucura, do teatro. A apresentação na Satyrianas será de um trecho do espetáculo que estreia no Teatro Satyros em 2018. (20 min). Texto: Patrícia Teixeira. Direção: PatríciaTeixeira. Elenco: Diego Garcias, Fellipe Defall, Fernando Xavier, Janaína Ress, Patricia Britto, Roberto Farias, Thais Galdino, Taís Medeiros, Thayara Cristine e Sandra Crobelatti.

Quando: Dom, 05/11 às 19h. Onde: Estação Satyros. 14 anos.

 

Do Ensaio para o Baile Aborda uma instituição educacional pública na década de 1990, com o intuito de impulsionar uma discussão sobre as transformações institucionais no sistema educacional doestado de São Paulo nessa época e suas possíveis relações com o atual colapso educacional, mostrado nas recentes ocupações nas escolas estaduais no ano de 2015. (60min). Texto: William Costa Lima. Direção: William Costa Lima. Elenco: Aguida Aguiar, Angélica Souza, Alexandre Manente, Emerson Macena, Gabriela Câmara, Higor Moura, Isabela Marques, Jefferson Ramalho, Jefferson Silva, Luiza Grillo, Maira Sera, Marc Strasser, Mariana Acioli, Marina Yohara, Mayara Sobral, Ramón Soares, Suzi Jardim, Thaís Moura, Thiago Andrade e Victor Luiz.

Quando: Sáb, 04/11 às 17h. Onde: Espaço dos Parlapatões. 14 anos.

 

Doce de Leite – No corredor da morte os fragmentos de uma mente atormentada por suas memórias, nos levará a refletir sobre lucidez e fantasia, justiça e verdade, moral e razão. Cristian dividirá sua estória nos levando a labirintos de questionamentos. Cabe a você absolvê-lo ou condená-lo. (55 min). Texto: Oswaldo Moraes. Direção: Renato Jacob e Augusto Maciel Neto. Elenco: Oswaldo Moraes. 

Quando: Sex, 03/11 às 16h. Onde: Satyros Um. 16 anos.

 

Doroteias e Flavianas – Um grupo de atrizes se encontra em um teatro buscando um texto para encenar. A obra “Doroteia” de Nelson Rodrigues lhes é apresentada e a partir daí questões relacionadas ao empoderamento feminino, sororidade e abusos, são abordadas e discutidas sob a influência da personagem central. (55 min). Texto: Guilherme Trindade. Direção: Camilla Flores. Elenco: Andressa Alves, Bárbara Alinne, Bruna Ianni, Clara Szajubok, Christiani Porto, Elizabeth Ventura, Gabriel Junqueira, Maria da Glória, Nathália Soriano e Rebeca Rodrigues. 

Quando: Dom, 05/11 às 23h. Onde: SP Escola De Teatro – Sede Roosevelt. 18 anos.

 

Dostoiévski Trip – Um grupo de viciados em literatura aguarda a chegada de um traficante que fornece mercadorias que provocam alucinações associadas a grandes autores da literatura mundial. Com autoria de Vladímir Sorókin, um dos nomes mais importantes – e radicais – da literatura russa atual, a peça lança personagens e espectadores numa viagem tensa e intensa pelo universo de Dostoiévski, potencializando e transcendendo seus dilemas filosóficos e existenciais para as formas do mundo contemporâneo. Direção: Cibele Forjaz. Elenco: Aury Porto, Edgar Castro, Guilherme Calzavara, Luah Guimarãez, Lúcia Romano, Marcos Damigo, Sergio Siviero e Vanderlei Bernardino.

Quando: Sex e Sáb, 03 e 04/11, às 20h, e Dom, 05/11, às 19h. Onde: CCBB – Centro Cultural Banco do Brasil

Ingressos separados em cotas de R$0, R$2, R$5, R$10 e R$20.


Edifício Deslembrar – Em uma cidade esquecida existe um edifício que ninguém sabe se ainda existe. Nela há moradores que nunca se encontram. Um acontecimento inesperado abala a estrutura deste edifício e dessas pessoas que sem chão acabam entrando em contato com ou outro lado de si. Venha conhecer o Edifício Deslembrar. (50 min). Texto: Helder Parra. Direção: Higor Lemo. Elenco: Driely Palacio, Eberhard Stehling e Gustavo Amaral. 

Quando: Sex, 03/11 às 22h30. Onde: Cia Pessoal Do Faroeste. 16 anos.

 

Existe Sexo Depois do Casamento? – A comédia “Existe Sexo Depois do Casamento?” do autor americano Jeff Gould, traduzida e dirigida por Isser Korik traz à cena uma divertida situação em que os personagens avaliam como ficou a sexualidade após o casamento. O espetáculo mostra como os personagens lidam com seus desejos e fantasias, confrontando com os padrões de comportamento impostos socialmente aos casais. “Cada casal tem seu pacto na relação. A peça mostra isso e as possíveis reações dos personagens diante deste dilema entre a liberdade e as regras de fidelidade”, comenta o diretor Isser Korik, que propôs revezamento de personagens aos atores. Cada ator interpreta dois papeis durante a temporada.  Texto: Jeff Gould. Direção: Isser Korik. Elenco: Bianca Almeida, Brunna Martins, Bruno Ferian, Denis Felix, Isaac Medeiros, Júlia Carone, Leôni Escobar, Monique Hortolani, Neto Villar, Paula Davanço, Rafael Costa e Ronaldo Saad.

Quando: Sex, 03/11 às 21h30 e 22h30, Sáb e Dom, 04 e 05/11, às 21h30 e 23h. Onde: Teatro dos Arcos. 16 anos.

 

Êxtase, de Walcyr Carrasco – Em um apartamento devastado, com pouquíssimos móveis, bancado pela família de um deles, dois amigos e roomates – Raul (Dionisio Neto) e Felipe (Gustavo Haddad) dedicam seus dias a comprar e consumir drogas pesadas. A chegada da mãe (Tuna Dwek) muda o rumo de suas vidas. (95 min).
Texto: Walcyr Carrasco. Direção: Dionisio Neto. Elenco: Dionisio Neto, Tuna Dwek, Gustavo Haddad e Victor Damaso. 

Quando: Qui, 02/11 às 19h30. Onde: SP Escola De Teatro – Sede Roosevelt. 18 anos. 

 

Fiat Lux – Um homem evoca uma força sobrenatural e a questiona se ela seria a culpada por seu adultério. A partir de então, começam um jogo que só poderia terminar culminando em uma tragédia. (15 min).
Texto: Alex Pedro. Direção: Alex Pedro. Elenco: Vania Bowê e Alessandra Thaz.

Quando: Qui, 02/11 às 23h. Onde: Estação Satyros.  16 anos.


Fluídos Num Tempo Nublado – Quatros jovens vivem juntos em uma cidade na qual a única maneira de se apaixonar é através da chuva, o que aconteceria na sua ausência? (60 min). Texto: Deni Marquez e Hayeska Somerlatte. Direção: Cia. Fluídos de Teatro. Elenco: Cia. Fluídos de Teatro. 

Quando: Sex, 03/11 às 16h. Onde: SP Escola De Teatro – Sede Roosevelt. 18 anos.

 

Gostôsa – Uma mulher subverte todas as mesmices reinventando a simesma a partir do seu desejo. Na sua trajetória, emerge de um lugar de onde queriam que ela nunca tivesse saído. (50min). Texto: Maria Cecília Mansur. Livre inspiração no texto “Monólogo” de Simone de Beauvoir. Direção: Marcelo do Vale. Elenco: Maria Cecília Mansur.

Quando: Sex, 03/11 às 23h59. Onde: Espaço dos Parlapatões. 16 anos

 

Hamelete – O Cordel A proposta de reconstrução da mais famosa peça shakespeareana propõe uma releitura de Hamlet na estrutura do cordel. Ao trabalhar com a versatilidade das formas e ritmos, oferece a possibilidade de uma leitura em que o peso da tragédia é minimizado, mas sem ausentar o aspecto reflexivo da obra. (70min). Texto: Octávio Da Matta. Direção: Lívia Simardi. Elenco: Alberto Vizoso, Lívia Simardi, Luizinho Beltrame, Marcelo Jacob, Octávio Da Matta, Patrícia Palhares e Yves Carrasco.

Quando: Sex, 03/11 às 23:30h. Onde: Estação Satyros. 12 anos.

 

Helenas Um espetáculo que traz à tona questões do feminino e do despertar da consciência em homens e mulheres do mundo atual, a partir do livro Malleus Maleficarum – O Martelo das Feiticeiras, publicado em 1486 e escrito por Heinrich Kramer e James Sprenger. A obra é considerada a bíblia da inquisição católica e foi utilizada como um manual de combate aos praticantes de heresia. (60 min). Texto: Fabricia Mangolin e Maiara Cicutt. Direção: Gustavo Ferreira. Elenco: Allana Mariá, Alessandra Nassi, Arthur Capella, Edemi Soares Jr, Domingos Júnior, Elisa Barboza, Fabricia Mangolin, Felipe Ferreira, Heyde Sayma, Isabela Cetraro, Ju Alonso, Karina Bastos, Maiara Cicutt e Safira Santos.

Quando: Sex, 03/11 às 23h59. Onde: Satyros Um. 16 anos.

 

Homens – Vinhetas literárias são transpostas para a linguagem dramatúrgica, apoiada no livro “Homens”, recém lançado por SyLoeb. Ali, em ordem alfabética, como se fossem verbetes, cujos títulos trazem apenas o nome do protagonista, microcontos narram pequenos fragmentos da vida de alguns homens. (60 min). Texto: Sylvia Loeb. Direção: Sergio Zlotnic. Elenco: Hená Deslandes, Sergio Zlotnic e Wander B. 

Quando: Sáb, 04/11 às 16h. Onde: SP Escola De Teatro – Sede Roosevelt. 14 anos.


Inten_Cidades – Narrativa poética sobre a vida intensa das metrópoles. Personagem confronta ilusões e realidades, possibilidades e limitações, multidões e solidão; depara-se com questões e expectativas de muitas pessoas enquanto anseia pelas suas próprias necessidades. (60 min).
Texto: Rosely Zenker. Direção: Márcio Baptista. Elenco: Aline D’Angelo, Joana Pegorari, Renata Jai e Ricardo Aires. 

Quando: Dom, 05/11 às 23h00. Onde: SP Escola De Teatro – Sede Roosevelt.  Livre. 

 

Lá Fora é Pior – O espetáculo “Lá Fora é Pior” marca o nascimento do Núcleo de Pesquisa Teatral Arcos Dramatúrgicos, composto por seis autores e orientado por Fabio Brandi Torres. O espetáculo estreia dia 02 de novembro no Teatro dos Arcos dentro da programação das Satyrianas e segue em temporada até 19 de novembro. Esta é a quarta montagem que o Projeto Berçário Teatral disponibiliza ao público, gratuitamente, no espaço cênico localizado na região da Bela Vista. Com temas como especulação imobiliária, dependência tecnológica e a relação do indivíduo imerso em crises sociais e políticas, o espetáculo escrito e dirigido coletivamente, é formado por uma dramaturgia fragmentada que se entrelaça em um eixo comum: a afirmação de que lá fora é pior. Texto: Júlia Zocchi, Luciana do Valle, Fabrício Branco, Giovanna Paixão, Mateus Ciucci Ferreira, Fernanda Rocha e Fabio Brandi Torres. Dramaturgia e Direção: Núcleo de Pesquisa Teatral Arcos. Direção musical: Andres Giraldo. Elenco: Aline Ewald, Cyro Moraes, Fefa Codesso e Maíra De Grandi.

Quando: Qui a Dom, 02 a 05/11, às 19h e 20h30. Onde: Teatro dos Arcos. 16 anos.

 

Le Circo de la Drag – “Le Circo de la Drag” é um modo de se fazer ironia. Na receita: uma fatia de delicadeza, muitas doses de crítica e uma pitada de crueldade. É deboche. É escracho. É cair do salto e não se levar a sério. Afinal, nada mais cafona do que se levar a sério. (50 min).
Texto: Natália Régia. Direção: Juracy de Oliveira. Elenco: Juracy de Oliveira, Leonardo Paixão, Mateus Muniz e Vanessa Garcia. 

Quando: Sáb, 04/11 às 23h59. Onde: Estação Satyros. 18 anos.


Leporifobia – Uma mulher se instala no apartamento emprestado pelo seu antigo companheiro, a quem se remete numa carta. A mudança de ambiente desencadeia nela um descontrole: o vômito compulsivo de coelhinhos. Quem é essa mulher e porque isso está acontecendo? (50 min).
Texto: Isis Arrais Padilha. Direção: Isis Arrais Padilha. Elenco: Lais Andriollo Trovarelli, Agmar Beirigo da Silva Neto, Lucas Corbucci Caldeira Nasi, Matheus dos Santos Dionisio e Nathalia de Melim. 

Quando: Dom, 05/11 às 16h. Onde: SP Escola De Teatro – Sede Roosevelt. 14 anos.

 

Língua Frátria – Do turbilhão da cidade, o caos criativo. Poesia, música e sinestesia, queda livre no abismo. A cidade, território de temporalidades. Experiências dissidentes, diferentes subjetividades, outras possibilidades de estar. (60 min). Texto: Lu de Oliveira. Direção: Mariana Canafistula. Elenco: Fel Lara, Matheus França e Reneé de Carvalho.

Quando: Sáb, 04/11 às 23h30. Onde: Cia Pessoal do Faroeste. 18 anos.

 

Lisístrata-s – Qual é o lugar da mulher? Na cozinha? Em casa para os prazeres da cama? A comédia grega “Lisístrata –A Greve do Sexo” nunca esteve tão atual. Lisístrata reúne as mulheres para uma greve de sexo para pôr fim á guerra. Em “Lisístra-s” a luta feminina é bem maior e o lugar da mulher é onde ela quiser. Texto: Ana Roxo e Victor Narezi. (60 min). Direção: Victor Narezi. Elenco: Nilza Mayer,Rafaella Alencar,Ciça Oliveira,Tumaki Aruanã,Rafael Gomes e Victor Narezi.

Quando: Sáb, 04/11 às 21h30. Onde: Galpão do Folias. Livre.                    

 

Luizia, a peste – fragmento de Curare – Luiz, a peste, é uma das Amazonas do Apocalipse. Em 2084 ela faz um balanço sobre a condição das mulheres trans no futuro. Em cena, com música ao vivo, Leona Johvs faz um espetáculo depoimental no limiar da ficção e realidade. (50 min).
Texto: Paulo Faria. Direção: Paulo Faria. Elenco: Leona Johvs. 

Quando: Sex, 03/11 às 21h. Onde: Cia Pessoal Do Faroeste (Sotão). 14 anos.

 

Marcas de um ciclo – O espetáculo baseia-se em relatos e memórias reais de mulheres que sofreram ou escolheram abortar e quais são as marcas deixadas por este acontecimento. Sendo oferecido em forma de vivência ao espectador, o colocando no lugar da cena, para refletir, observar e vivenciar este momento. (60 min). Texto: Cia. Olhos Negros. Direção: Cia. Olhos Negros. Elenco: Raphael Septem e Riane Zohar. 

Quando: Sáb, 04/11 às 20h. Onde: Galpão Do Folias. 16 anos.

 

Melodrama da meia noite – Espetáculo de improvisação onde os atores executam jogos teatrais com situações melodramáticas. Vilão, mocinho e sofredor desenvolvem a dramaturgia a partir de temas comuns ao gênero – conflitos familiares, amores impossíveis, crianças trocadas, revelações – e fazem o desfecho a partir do jogo do “detetive e assassino”. Durante a encenação, o público, na figura de “povo de Paris”, pode jogar bolas de meia nos atores caso não gostem da atuação melodramática ou lançar moedas para o palco como elogio à interpretação. (60min). Texto: Gloria Dinniz, Leonardo Vasconcelos, Virgínia Castellões, Wesley May, Adriana Albuquerque, Paulo Merisio e dois atores convidados. Direção: Paulo Merisio. Elenco: Gloria Dinniz, Leonardo Vasconcelos, Virgínia Castellões, Wesley May, Adriana Albuquerque, Paulo Merisio e dois atores convidados. 

Onde: Sáb, 04/11 às 23h59. Onde: Espaço dos Parlapatões. Livre.

 

Meninos Também Amam _ fragmentos – Meninos Também Amam celebra o amor e a liberdade, é um ato de resistência, um manifesto poético contra a lgbtfobia. Em cena performers homossexuais desnudam-se para dar voz ao afeto e em coro cantar pela poesia a legitimidade da expressão do amor plural e da diversidade de nossas vidas. (30 min).
Texto: Rafael Guerche. Direção: Rafael Guerche. Elenco: Kaique Hector, André Abachioni, Guilherme Pires, Edemi Soares, Roger Silper e Rafael Guerche. 

Quando: Qui, 02/11 às 23h. Qui, 02/11 às 23h45  Onde: SP Escola de Teatro – Sede Roosevelt. 18 anos. 


Mostra de Processo do Espetáculo – Besha Pare ou Sertão de Mim – Ensejo poético, manifesto cênico, desaBAFOS dos sujeitos estereotipados e esteriotiPATIZANTES dos universos LGBTQIAs pela ótica de besha suburbana ascendente. Decadente. De oras intelectualizadas, oras marginalizadas. ORAS. Orais ao pai nosso. ORAIS nos pais nossos. Sobre ser bicha do século XXI. (40 min). Texto: Coletivo Besha Pare. Direção: Fábio Lopes. Elenco: Luan Afonso de Assis. 

Quando: Sex, 03/11 às 18h. Onde: SP Escola De Teatro – Sede Roosevelt. 16 anos.

 

Não Tem Xícara – O espetáculo de improviso “Não Tem Xícara” com direção de Ian Soffredini, promete, com humor inteligente e ágil, fazer de cada sessão uma experiência única, através de espetáculos completamente diferentes, guiados a partir dos estímulos da plateia. A ideia a ser desenvolvida em cada sessão, parte de uma palavra qualquer dita por alguém da plateia. Esta palavra vai inspirar a criação de um monólogo que poderá ser realizado por um dos atores do elenco ou por um artista convidado. O ator usará todas suas referências pessoais relacionadas à palavra para desenvolver o monólogo. “Enquanto isso todos os outros atores observam e começam a se preparar para dar continuidade ao espetáculo”, explica Ian Soffredini, que também atua no espetáculo. Direção: Ian Soffredini. Elenco: Cíntia Portella, Gui Neves, Ian Soffredini, Maíra De Grandi, Rodrigo Arijon e Wesley Amorim. 60 min.

Quando: Qui, 02/11, às 21h30 e 22h30. Onde: Teatro dos Arcos. 16 anos.

 

Negrinho Pastoreio – Morto por seu patrão, o negrinho do pastoreio, que tinha por madrinha Nossa Senhora, tornou-se uma lenda dos pampas. Uma fuga de cavalos e a perda de um cavalo baio, levam um cruel estanceiro a matar o pequeno menino escravizado que pastoreava cavalos em sua estância. Direção:Guilherme Wander. Elenco:Felipe Pitta e Luís Garcia. 40 min. Quando: Qui, 02/11 às 23h59. Onde: Estação Satyros.

 

No Muy Lejos – Consuelo Puerto Libre, uma mulher que veio para o Brasil em lua-de-mel e foi abandonada pelo marido, caminha por esse mundo a fora pedindo um espaço para falar sobre amor, saudade, de sua vida e de sua busca por RAMON GRANDE LIBRE. Falando sobre coisa seria porém de um modo engraçado. (45 min). Texto: Simone Cardoso/Eloá Pimenta. Direção: Wagton Douglas. Elenco: Eloá Pimenta e Dani Souza. 

Quando: Sex, 03/11 às 23h59. Onde: SP Escola De Teatro – Sede Roosevelt.  12 anos.

 

Nossa senhora desaparecida – Lembranças – Nossa senhora desaparecida conta as histórias de dois personagens exilados de um país que militares se especializaram em torturar, matar e esconder cadáveres. Mas no fim lembranças ganharam corpo e voz, através de dores, angústias, medos, e alguns lindos sorrisos largos das vidas deste país. (70 min).
Texto: Grupo Cia de Sexta. Direção: Kawan Carvalho. Elenco: Aline Lopes, Bruna Bomfim, Carolina Viveiros, Dan Elias, Fabio Godinho e Marcelo Campos. 

Quando: Sáb, 04/11 às 14h. Onde: SP Escola De Teatro – Sede Roosevelt. 14 anos.

 

O Alienista – Os barbeiros rivais Porfírio e João Pina veem em seus salões as reações de um acontecimento que deixou Itaguaí boquiaberta: a construção de um asilo para doentes mentais. A boataria só faz aumentar quando Dr. Bacamarte – o alienista – declara ter descoberto a linha exata que separa a loucura da sanidade, encarcerando, a seguir, todos os que demostram qualquer comportamento excêntrico – mesmo que o número de internos chegue a 4/5 da população de Itaguaí! Nesse contexto, os barbeiros aproveitam o caos social para largar as tesouras e dar continuidade à rivalidade em outra arena: a da política. O Alienista (contado pelos barbeiros) é a última peça escrita por Toni D’Agostinho no SEMDA – Seminário de Dramaturgia do Arena, que foi coordenado por Chico de Assis. O texto não é a mera transposição para o teatro de uma obra literária; é uma reinvenção da ordem narrativa a partir da visão dos barbeiros de Itaguaí. Desse modo, busca-se novas formas de contar antigas histórias, enquanto se evidencia as possibilidades de diálogos entre a linguagem teatral, literatura e o humor gráfico. (60min). Texto: Toni D’Agostinho. Direção: Toni D’Agostinho. Elenco: Willian Germano.

Quando: Dom, 05/11 às 17h. Onde: Espaço dos Parlapatões. 12 anos.

 

O Entregador de Pizza – A Comédia – Num apartamento simples de São Paulo, mora Aquiles dos Santos, vulgo Kéku (Hilton Have), senhor aposentado que, nas horas vagas, se distrai fazendo tapeçarias. É bem relacionado a pessoas influentes mas tem poucos amigos, apenas os que lhe restaram da época da juventude. Kéku tem hábitos estranhos, especialmente na hora de dormir… É uma pessoa atenciosa e gentil. Tem uma rotina calma e tranquila até o dia em que pede uma pizza, o que vai mudar totalmente sua vida e seu humor. (80min). Texto: Wilson Coca. Direção: Sebastião Apolônio. Elenco: Hilton Have e Rafhel Carvalho.

Quando: Sáb, 04/11 às 22h. Onde: Teatro do Ator. 18 anos.

 

O Livro de Jó – Versão do Diretor – Única obra registrada da maior discussão de um ser humano com um suposto ser superior, aqui Deus. Na adaptação, excluindo caráter religioso; os personagens estão em Jó; ser primitivo – figurino contemporâneo, preso na ‘jaula’. Convidamos que visitem seus porões, sótãos, fazendo deles lugar de jogo. (45min). Texto: Mauricio Ludewig. Direção: Mauricio Ludewig. Elenco: Mauricio Ludewig. Quando: Qui, 02/11 às 23h59. Onde: Satyros Um.

 

Os 120 Dias de Sodoma – Quatro poderosos libertinos iniciam um grande deboche em um castelo isolado nas montanhas. Suas vítimas, alguns dos mais belos jovens do país seqüestrados para a satisfação de seus prazeres, não tem o direito à palavra. 120 dias de festividades libertinas, vivendo as maiores orgias ao utilizar os corpos de suas vítimas para as maiores depravações. O espetáculo trata de questões filosóficas e políticas colocadas pela obra sadeana, em um contexto brasileiro de corrupção e decadência as instituições sociais. (90min). Texto: Rodolfo García Vázquez, a partir da obra de Marquês de Sade. Direção: Rodolfo Gárcia Vázquez. Elenco: Alex de Felix, Arthur Asson, Bel Friósi, Cristian Silva, Diego Bernadino, Diego Ribeiro, Fabricia Mangolin, Felipe Moretti,Felipe Stevão, Gustavo Ferreira, Hanna Perez, Hugo Godinho, Israel Silva, Julia Innocencio, Lenin Cattai, Maiara Cicutt, Marcelo Thomaz, Marcelo Vinci, Sabrina Denobile, Silvio Eduardo e Victor Rosa.

Quando: Sáb, 04/11 às 19h30. Onde: Cia Pessoal do Faroeste. 18 anos.

 

O Fogo do Tambor – O trabalho propõe a reflexão sobre a intolerância religiosa que as religiões de matriz africana encontram e sobre o embranquecimento do povo e da cultura preta, partindo das investigações dos elementos FOGO e TERRA e dos arquétipos do Orixá EXU. (40 min).
Texto: Robson Baobá e Fernanda Carvalho. Direção: Fernanda Carvalho. Elenco: Robson Baobá e Elisabeth Massareli.

Quando: Dom, 05/11 às 20h30. Onde: SP Escola De Teatro – Sede Roosevelt. 16 anos.

 

O Padre do Balão – Baseado em notícias reais absurdas, O Padre do Balão é um compilado de cenas trabalhadas coletivamente. Em um mundo pós apocalíptico, um grupo de pessoas vive dentro de um teatro abandonado comandados por um rádio que trás notícias aleatórias, como um último sopro de esperança de vida. (30 min). Texto: Coletiva. Direção: Aline Baba. Elenco: Ana Sofia Santana, Caio Martins, Guilherme Correa, Loic Damiani, Loro, Rosana Santesso e Vinicius Brasileiro. 

Quando: Sáb, 04/11 às 16h. Onde: SP Escola De Teatro – Sede Roosevelt. 16 anos.

 

Pedras Azuis – Um lugar seco, triste. O sol inclemente castiga Pedras Azuis. De azul não há nada. A terra é seca. As pessoas são secas. A vida ali é seca também. No meio desse agreste amarelo vivem poucas famílias, todas lutando contra a sede diária, onde viver é cada dia mais arriscado. Da única nascente já não nasce água há tempos, e a esperança de algum verde naquela terra, de alguma água para manter a vida insistente, vem do barulho inconfundível do velho motor do caminhão pipa de Antero. Uma vez por semana é esse som que faz Pedras Azuis parecer um pouco viva. Ao ouvir o caminhão chegando a cidade corre pra praça. Baldes na cabeça. Todos. É a vida que vem líquida dentro do caminhão. E é com esse transporte de água que Antero mantém Diana e os quatro filhos. A relação dele com a mulher é de terrível abuso ífsico e psicológico, mas ela resignada, acuada naquele cenário, aceita. E assim seguem seus caminhos. Até que a prefeitura compra seu próprio caminhão pipa, e Antero perde seu sustento, e a vida tende a ficar mais seca, mais dura. (60min). Texto: Marcio Macena. Direção: Marcio Macena. Elenco: Annelise Medeiros, Emanuel Sá e Neto Mahnic.

Quando: Sáb, 04/11 às 21h e Dom, 05/11 às 20h. Onde: Espaço dos Parlapatões. 16 anos.

 

Pejí ti Iýamí – Altar de Minha Mãe – Mulheres contemporâneas evocam as mitologias de Maria de Nazaré e Iemanjá e a medida que revivem os conflitos dessas duas figuras abrem espaço para discussão de suas próprias histórias em caminho à ascensão: momento em que seus corpos deixam de ser matéria e tornam-se energia. (80 min). Texto: Coletiva – Organização de Vinicius Alves. Direção: Vinicius Alves. Elenco: Kelly Martins, Lívia Casagrande, Marinéia Megg, Rachel Neves, Renata César, Suely Agon, Vinicius Alves e Vinicius Brasileiro. 

Quando: Qui, 02/11 às 21h. Onde: Cia. Pessoal Do Faroeste. 16 anos. 

 

Pessoas Mensagens Psicografadas – O espetáculo oferece ao público a percepção e vivência das palavras sob a óptica múltipla de Fernando Pessoa. Em um universo de hipertextos fragmentados em timelines, a palavra se distância de sua vocação poética, é na intenção deste resgate quase religioso, onde a palavra e o som constroem imagens. (45 min).
Texto: Poemas de Fernando Pessoa adaptados por Marco Antonio Braz. Direção: Marco Antonio Braz. Elenco: Marco Antonio Braz. 

Quando: Sex, 03/11 às 21h. Onde: SP Escola De Teatro – Sede Roosevelt.  10 anos.


Pessoas Brutas – A partir do sequestro da filha de um doleiro denunciado na Operação Lava Jato, os destinos de vários personagens anônimos de São Paulo se cruzam, em uma teia de relações violentas onde buscam desesperadamente figuras heroicas para resgatar suas vidas desesperançadas. Texto: Ivam Cabral e Rodolfo García Vázquez. Direção: Rodolfo García Vázquez. Elenco: Dani Moreno, Eduardo Chagas, Fábio Penna, Felipe Moretti, Gabriela Veiga, Gustavo Ferreira, Henrique Mello,  Ivam Cabral, Junior Mazzine, Sabrina Denobile, Robson Catalunha, Julia Bobrow,  Lorena Garrido  e Victor Rosa.

Quando: Sex, 03/11 às 20h. Onde: Satyros Um. 14 anos.

 

Pessoas Perfeitas – A peça lança um olhar sobre moradores anônimos de grande metrópole que, apesar de suas diferenças abissais, acabam se encontrando e convivendo. (90min). Texto: Ivam Cabral e Rodolfo García Vázquez. Direção: Rodolfo García Vázquez. Elenco: Eduardo Chagas, Fábio Penna, Fernanda D’Umbra, Henrique Mello, Julia Bobrow, Sabrina Denobile / Participação da violoncelista Amanda Ferrari.

Quando: Qui, 02/11 às 20h30. Onde: Satyros Um. 14 anos.

 

Pink Star – Os Satyros apresentam a nova temporada de “Pink Star”, sua 100ª produção. A peça é uma comédia musical futurista Queer,cheia de referências à cultura pop.

Em 2501, no Planeta Terra, vive Purpurinex Brilhante, uma pessoa humana totalmente livre dos clichês da ditadura do binarismo homem/mulher. Herdeirex do maior diamante rosa conhecido, o Pink Star, elex é assassinadex no momento em que traça sua fuga para outra galáxia, em direção a Shiralea VI. O espetáculo busca reconstituir sua trajetória a fim de desvendar o enigma de sua morte. Quem seria o assassino da pessoa mais livre que já existiu? (95min). Texto: Ivam Cabral e Rodolfo García Vázquez. Direção: Rodolfo García Vázquez. Elenco: Alex de Felix Bel Friósi, Cristian Silva, Daiane Brito, Diego Ribeiro, Fabia Mirassos, Fabricia Mangolin, Fernanda Custodio, Guttervil, Hanna Perez, Isabela Cetraro, Ju Alonso, Karina Bastos, Lenin Cattai, Lucas Allmeida, Maiara Cicutt, Marcelo Thomaz, Marcelo Vinci, Márcia Dailyn, Ricardo Romano, Silvio Eduardo e Sofia Riccardi.

Quando: Sex, 03/11 às 20h. Onde: Galpão do Folias. Livre.


Por Mais Primavera – O espetáculo conta a história de 5 personagens em diferentes fases que estão passando por acompanhamento psicológico. Cada um tem suas aflições, como perdas familiares, bullying e preconceito, abuso e uso de drogas, problemas financeiros e relacionamentos amorosos. (25 min). Texto: Texto autoral. Direção: Andressa Barbieri. Elenco: Kivia Machado, Raquel Carvalho e Thiago Herculano. 

Quando: Sex, 03/11 às 18h30. Onde: Cia Pessoal Do Faroeste12 anos.

 

Quem nos calará? – Gritos de dor e de súplicas misturam-se ao riso zombador dos canalhas. A indignação dos excluídos é uma afronta para os patifes. Mas o problema é que os indignados não lhes darão sossego. Muitos podem até ser silenciados. Mas inúmeros surgirão. (25 min).
Texto: Thiago Augusto. Direção: Coletiva. Elenco: Bárbara Figueredo, Rubia Bernasci, Vitor Rodrigues e Thiago Augusto. 

Quando: Sex, 03/11 às 22h30. Onde: SP Escola De Teatro – Sede Roosevelt. 16 anos. 

 

Dorotéia e Flavianas – Antonio se considera um cidadão ” de bem”. É um chef de cozinha que pretende abrir o próprio negócio e cumprir todas as leis. Rodeado por ” ratos ” e ” camaradas” percebe que nem sempre a meritocracia o poupará diante da corrupção e sujeira que permeia todo à sua volta,inclusive ele próprio. Texto: Gabriel Junqueira. Direção: Camilla Flores. Elenco:Ana Carolina Barreto, Barbara Alinne,Bianca Blues, Clara Zajubork, Elizabeth Ventura, Giovanne Augusto e Marcio Marcheti. Quando: Dom, 05/11 às 01h00. Onde: Satyro Um. 16 anos.

 

Rei Lear – Esta obra-prima trágica é encenada apenas com três atrizes vivendo vários personagens em diálogo com trilha sonora ao vivo – um encontro entre a música eletrônica e a música popular, numa encenação sonora. A trama discorre sobre o monarca da Bretanha que, ao chegar à velhice, se vê obrigado a dividir o reino entre suas três filhas. Texto: William Shakespear. Direção: Moacir Chaves. Elenco: Bruna Castiel, Paula de Renor e Sandra Possani. Quando: de Qui a Dom às 21h. Onde: Teatro de Conteiner Mungunzá


Relatos Mínimos – Prédios toscos, ruas tortas, projetos mal feitos. Um celular no ouvido. Uma mulher cheia de sacolas. A hora chega. Todo mundo no metrô! Placas alegóricas. Estacionamento, saída. Alguém foi atropelado ali. (40 min). Texto: Coletivo Disperso. Direção: Coletivo Disperso (orientação de Marina Vianna). Elenco: Augusto Semensatti, Cecília Vitis e Filipe Felix. 

Quando: Sex, 03/11 às 19h30. Onde: Estação Satyros. 12 anos.

 

Relicário – inspirado na obra “O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá” de Jorge Amado – Quando o outono se aproxima de nossas vidas, em meio às ausências e nostalgias os resquícios do que fomos ainda florescem. “Não quero adultos nem chatos. Quero-os metade infância e outra metade velhice! Crianças, para que não esqueçam o valor do vento no rosto; e velhos, para que nunca tenham pressa.”O.W. Texto: Cia. Relicário de Teatro. Direção: Marcia Azevedo. Elenco: Camila Ocanã, Edmárcia Sá, Geovana Troffini, Gui Albuquerque, Karen Faro, Larissa Rubini, Margarete Bretone, Suelen Targino e Vicente Benicio.

Quando: Qui, 02/11 às 20h30.  Onde: Galpão do Folias. Livre.

 

Ruídos Do Inconsciente – Um indivíduo mergulha no seu próprio inconsciente e aborda – através de diálogos fragmentados e simbólicos – diversos aspectos de sua personalidade e individualidade diante do mundo, da família e de si próprio. “Ruídos do Inconsciente” é um espetáculo de máscaras e teatro físico. (55 min).
Texto: Diego Antunes. Direção: Artur Ramos. Elenco: Victor Hugo Sorrentino, Diego Antunes, Rafael Sandoli, Gustavo Panoni, Mariana Bueno, Julia Rosa e Luitha Miraglia. 

Quando: Dom, 05/11 às 22h. Onde: Satyros Um. 12 anos.

 

São Paulo é como o mundo todo, mas não é o fim do mundo – Ao chegar na cidade de S-P, em busca do seu maior sonho: Fazer sucesso como a Rita Lee,Decadenta,vive um épico – cômico melodramático encontro com moradores de S-P até encontrar Dom Malufone, proprietário de um hotel na Luz, que põe por terra seus sonhos. (55 min).
Texto: Hugo Rodrigues. Direção: Hugo Rodrigues. Elenco: Ingrid Oliveira, Hugo Rodrigues, Gisely Batista, Gabriel Garcia, Felipe Moraes, Leidiane Batista Guilherme Padilha e Ana Magalhães. 

Quando: Sáb, 04/11 às 19:30h. Onde: Estação Satyros. 18 anos. 

 

Se Essa Rua Fosse Minha – O espetáculo “Se Essa Rua Fosse Minha” foi desenvolvido a partir de depoimentos pessoais dos próprios artistas adolescentes, sobre os seus problemas do dia a dia, suas angústias, seus desejos e frustrações. Temas como a descoberta da sexualidade e das primeiras experiências afetivas, a angústia com o futuro profissional, as dificuldades das relações familiares e a situação do ensino público são abordados no espetáculo. Texto: Rodolfo García Vázquez. Direção: Emílio Rogê, Henrique Mello e Luiza Gottschalk. Elenco: Alexandre Apolinário, André Lu, Ariane Fachinetto, Beatriz Ferreira, Beatriz Reis, Bella Rose,Caetano Manna, Cleyton Favela, Davi Gomes, Everson Anderson, Gabriela Sallum, Jady Maria Bandeira, Juliane Maioli, Laysa Alencar, Maria Sol, Thayna Carvalho e Yasmin Martins.

Quando: Sex, 03/11 às 17h30. Onde: Satyros Um. Livre.

 

Sexta do Humor – Confraria Comedy – Stand Up – Você pediu e eles voltaram para uma única apresentação – Sexta-feira (emenda de feriado) e para Rir Muito.O Show ConfraRia Comedy – Stand Up é feito para o público rir e se divertir, com histórias, Músicas, Paródias e Imitações de grandes artistas nacionais. Quatro grandes mestres do Humor resolveram se unir para um Show onde o importante e fazer o seu Sábado mais alegre e você ir para casa lembrando das piadas e histórias engraçadas deste grandes artistas. Imperdível! (75min). Elenco: Richard Sakamoto e Douglas Brito.

Quando: Sex, 03/11 às 21h30. Onde: Teatro do Ator. 16 anos.

 

Somos Todos Jovens – Retratando a juventude com humor e aventura, a peça traz a história de amor entre dois jovens, Letícia e Eduardo  que lutam pela sobrevivência desse sentimento. Com a participação mais que especial de Cell Oliveira do Reality da TV Record – A Casa. (80min). Direção: Iremar Mello. Elenco: Michele Trama, Bruna Galluzzo, Luis Guimarães, Gabriel Navarro Cell Oliveira, Carol Macedo, Letícia Oliver, Heloísa Jurtick, Lorran Nunes e Amauri Dias.

Quando: Dom, 05/11 às 19h30. Onde: Teatro do Ator. 12 anos.

 

Stand-up  Elenco: Douglas Britto – Tem 25 anos, é ator, humorista, finalista dos prêmios Risadaria 2015 e Prêmio Multishow de Humor 2017. Erika Auger – Sofreu com a timidez na adolescência, mas ficou sem vergonha depois do curso de teatro no Sesc Pompéia, que fez dos 15 aos 18. Por necessidade de ter uma profissão que pagasse bem, se afastou dos palcos e hoje é contadora, profissão que ainda paga as suas contas. Mas a paixão falou mais alto e desde 2015 tem feito vários cursos de teatro, improviso e stand-up nas horas vagas. Fernando Pedrosa – Sou formado em Rádio e TV pela FAAP e atuo na área há nove anos. Inicialmente trabalhei no cinema publicitário nos campos de produção, produção executiva e atendimento. Nesse mesmo período tive o privilégio não só montar, mas de fechar uma produtora. Em 2014 também tive a oportunidade de trabalhar com elaboração e coordenação de projetos culturais e coordenar a área comercial de uma empresa. A partir do segundo semestre de 2015 sigo como roteirista freelancer e coordenador de produção para vídeos de entretenimento e ficção. Buscando aperfeiçoar minha escrita e seguir uma paixão, nos anos de 2015 e 2016 comecei a me envolver mais com humor através de cursos, apresentações de stand-up e roteiros para esquetes de humor. Gustavo Silva – Fã de comédia há um bom tempo, decidiu iniciar um canal de pegadinhas no youtube. Visando melhorar seus vídeos começou a estudar improviso, palhaço entre outras formas de humor. Achou no Stand up seu estilo favorito, contando piadas com seu cotidiano e sua maneira irreverente de ver as coisas. Johnny Kleber – Comediante há pouco tempo, mas desde 2010 escreve textos de humor para internet no falecido blog “adolescência infernal”. Ele faz parte do elenco Escola da Comedia, onde coloca tudo que aprendeu com o Fabio Lins em pratica. Atualmente produz a noite na zona sul chamada @CapaoComedy. (80min). Quando: Sáb, 04/11 às 23h. Onde: Espaço dos Parlapatões. (Palquinho). 16 anos.

 

SUIGENERIS – ouse reconhecer-se – Embarque em um diverso universo de
experiências humanas e surpreenda-se com a multiplicidade singular que nos
une. (30min). Texto: Criação Coletiva. Direção: Tiago Leal. Coordenação:
Rodolfo García Vázquez. Elenco: Milton de Castro, Bruna Pavanni Machado,
Juliana Tonidandel, Giuliana Roncada, Laísa Altenas, Diego Bernardino Dinis,
Mariana França, Carol Aldrich, André Bueno, Umberto Avila, Heloíse
Fernandes, Leonardo Carvalho, Gui Albuquerque, Felipe Estevâo, Rosie Marie
Costa,Pablo Dei, Rafa Pinheiro, Camila Medeiros, Alexandre Diório, Thaís
Moraes, Gabriela Oliveira, Janna Feiten e Vitória Avoni.

Quando: Dom, 05/11 às 14h. Onde: Satyros Um. 18 anos.

 

Suzy a Boneca do Prazer – Fernanda Narra sua vida enquanto prostituta, fala sobre amores, vícios, descoberta de gênero e sexualidade com uma pitada de humor, a peça seria trágica se não fosse cômica. (60 min).
Texto: Leonardo Dalla Vale.  Direção: Fábio Rocha Barros. Elenco: Fernanda Kawani Custodio. 

Quando: Dom, 05/11 às 21h30. Onde: Estação Satyros. 18 anos.

 

T.A.B.U – T.A.B.U é um espetáculo performativo que propõe a desconstrução de mitos, tirar do submundo e trazer para luz assuntos que foram velados, proibidos e tratados a margem da sociedade. Cada cena é um ato único, uma revelação, uma reflexão, um segredo, um tabu que se quebra. E você, qual é o seu Tabu? (70 min).
Texto: Abajur – Cia de teatro e performance. Direção: Péricles Martins. Elenco: Júlia Brick, Leandro Reis, Luana Gomes, Osvaldo Steavnv, Paoola Brandz, Robson Marques e Tiago Froes.

Quando: Dom, 05/11 às 21h30. Onde: SP Escola De Teatro – Sede Roosevelt. 14 anos.

 

Te amo, Oscar! Coleção Cápsula – Fascínio, requinte, obsessão. Marla Chedid e Janice choram, brindam, gargalham e duelam na rua mais sofisticada de São Paulo. (20 min).
Texto: Os Shakers (Alexandre Freire, Lucas Paiva, Sergio Virgilio, Victor Hugo Valois e Vivi Roesil). Direção: Érica Montanheiro. Elenco: Kátia Daher. 

Quando: Sáb, 04/11 às 19h30. Onde: Satyros Um. 12 anos.

 

Um unicórnio na sala – Quando uma relação de amor e ódio chega a um ponto de morte, o melhor caminho é a separação após 50 anos. Mas e quando não existe separação? O melhor caminho é a morte? (60 min).
Texto: Nery Gomide. Direção: Cristiano Dantas. Elenco: Cristiano Dantas e Daniela Bontempi. 

Quando: Dom, 05/11 às 20h30. Onde: Cia Pessoal Do Faroeste. 16 anos.

 

Uma História de Vidas Passadas – O Espetáculo que conquistou SP. Baseado em Fatos Reais e com voz em off de Thiago Lacerda. Cinco vozes interpretam Fabiana, que quando jovem, sonhava em ser artista, mas impedida e humilhada por sua família que a subjugava incapaz e inferior, entra em depressão. Nesta mesma fase, descobre-se apaixonada por um cantor quando ele vem a falecer. Em crise, faz regressões de memória que a levam a França no século XVIII e descobre que este amor teve início em sua vida passada. Fabiana tenta encontrar motivos para continuar a viver, mas ainda precisa voltar a acreditar em si mesma. Convidamos você a se emocionar. (80min). Texto: Fernanda Rusvéer. Direção: Fernanda Rusvéer. Elenco: Gleiciane Felício, Iara Pereira da Costa, Andressa Marconi, Kamila Mafra e FernandaRusvéer.

Quando: Sáb, 04/11 às 20h. Onde: Teatro do Ator. 14 anos.

 

VIAS à 180km/h – As mesmas VIAS do espetáculo de 2016 trazem suas vivências de rua com novo texto, novos figurinos, novo cenário. Digamos que a montanha russa colorida mudou de parque, e agora vem trazendo novas nuances, e com certeza, com voz limpa para soltar. Três drag queens em busca de vingança. (50 min).
Texto: Fernando Soares e Nina Nóbile. Direção: Henrique Mello. Elenco: Jordana BAH. (Flavio Sales), Poppins (Eric Barros) e Triz (Fernando Soares) e performer convidada Marcia Pantera.  

Quando: Sex, 03/11 às 22h30. Onde: Satyros Um. Livre.

 

Vida Bruta – É uma peça dirigida ao público adolescente, que tem em sua essência a fábula e a intercessão de limguagens artísticas como a dança, a música, o circo e o teatro. Tratando das questões juvenis com um elenco formado por atores juvenis treinados pelo Satyros, “Vida Bruta” oferece a este público um espaço de reflexão e arte. (45min). Texto e Direção: Rodolfo García Vázquez. Elenco: Alexander Matos, André Lu, Everson Anderson, Gabriela Sallum, Juliane Maioli, Maria Sol, Mariana Serrano, Yasmin Martins e Victor Rosa.

Quando: Sáb, 04/11 às 18:00h. Onde: Galpão do Folias. Livre.

 

Vida Perfeita – “Vida Perfeita” é um espetáculo dirigido ao público adolescente que, através da vivência lúdica e das habilidades artísticas de cada um dos 12 jovens atores que compõe o elenco, busca dar voz àqueles que, muitas vezes, não se veem representados na sociedade. Tendo o próprio corpo como ponto de partida, a peça se utiliza de linguagens como o teatro, a dança, a música e o circo, para refletir sobre o olhar desses jovens sobre a vida, seus sonhos e angústias. Texto e Direção: Rodolgo García Vázquez. Elenco: Ariane Fachinetto, Beatriz Reis, Bella Rose, Caetano Manna, Christinah Silva, Everson Anderson, Giulio Passerino, José Ozair, Leh Santos, Natan Assis, Ruth Tahirih, Thalita Fiais.

Quando: Sáb, 04/11 às 15h30. Onde: Satyros Um. Livre.

 

Xícara em chamas – Monólogo. Uma mulher retrata uma relação de amor é ódio, conta como conheceu seu grande amor e como essa relação se tornou abusiva. Viciada em café e cigarro, busca na melhor amiga Ana, inspiração para se tornar uma pessoa melhor. (60 min). Texto: Bruna Pires. Direção: Riane Zohar. Elenco: Bruna Pires. 

Quando: Sex, 03/11 às 22h. Onde: Galpão Do Folias. 14 anos. 

 

Xperiência – Significado de Experiência: substantivo feminino, conhecimento,
ou aprendizado, obtido através da prática ou da vivência: experiência de vida;
experiência de trabalho. Prova ou tentativa; teste feito de modo experimental:
neste trabalho, seu contrato é de experiência. Todo conhecimento adquirido
através da utilização dos sentidos. (35min).Texto: Criação coletiva. Direção:
Marcelo Thomaz. Coordenação: Rodolfo García Vázquez. Elenco: Angelina
Miranda, Bárbara Antunes, Carolina Marcheti, Diogo Bueno, Marcus Rodrigues,
Mateus Rosa, Nivea Soga, Regis Sodré, Rafael Rodrigues, Thiago Torres.
Quando: Sáb, 04/11 às 14h30. Onde: Estação Satyros. 18 anos.


Zucco – Escrita por Bernard-Marie Koltès no final dos anos 1980, a peça conta a história de um serial killer e é inspirada em fatos reais. “Roberto Zucco” trata dos últimos momentos da vida do serial killer italiano Roberto Zucco, que provocou grande comoção na sociedade francesa. (90 min).
Texto: Bernard-Marie Kolté /adaptação feito pelo grupo. Direção: André Castelani. Elenco: Andrezza Rebuti, Danilo Monteiro, Danilo Rodriguez, Douglas Litaldi, Dover Buzoni, Hudson Bonilha, Lucia Branco, Thaís Natel. 

Quando: Sáb, 04/11 às 17h30. Onde: Estação Satyros. 16 anos.


Sobre o Autor



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Top ↑
  • Twitter


  • Facebook