Teatro Adulto

Teatro Adulto

TEATRO ADULTO

2 ao quadrado – É uma obra de Paulo Vereda, que está dividida em duas partes: “OS ENFEITES” e “O LEITO”. Cada uma acontece dentro de duas tendas móveis e cobertura de lona preta. Cada tenda recebe no máximo dois expectadores por vez. Com duração de quatro minutos(aproximadamente) cada cena. (9 min) Texto: Paulo Vereda. Direção: João Resek. Elenco: Fernanda Frate, Graziele Grassone e Roberto Flemming. Quando: Seg, 14/11 às 21h. Onde: Praça Roosevelt – Área 2. 18 anos.

A Cena da Imperatriz – Improvisações cênicas com a participação da plateia baseadas em leituras dos Arcanos Maiores do Tarô de Marselha. As cenas se desenvolvem de um jeito profundo e divertido com situações arquetípicas. As improvisações são enriquecidas pela música, improvisada ao vivo, que também joga com os atores. (60 min). Texto: Adriana Azenha. Direção: Adriana Azenha. Elenco: Adriana Azenha, Camila Bevilacqua, Carla Dias, David Carolla, Hedme Almeida, Liz Mantovani, Silvia Fuller. Quando: Seg, 14/11 às 20h. Onde: Palco Via Roosevelt. 14 anos.

A Cidade das Criaturas de Aço – Enquanto uma vendedora de desejos atende um cliente, uma menina morta é levada pelo vento, um anjo protege um bebê e um homem-bexiga e sua fiel escudeira observam e controlam tudo que acontece. Perto dali, uma mulher-gigante conversa com seus filhos. Do outro lado da cidade, uma travesti consulta uma vidente, enquanto alguém carimba papéis. “A Cidade das Criaturas de Aço” é o resultado de uma oficina do Projeto Cabaré Fucô, d’Os Satyros. (40 min). Texto: O Coletivo. Direção: Fabio Penna, Julia Bobrow e Robson Catalunha. Elenco: Alex de Jesus, André Lu, Aurea Rogatis, Felipe Gomes, Gabriela Sallum, Jotinha Franco, Juliane Maioli, Lucca Sevla, Maria Sol, Thaís Muníz. Quando: Seg, 14/11 às 16h. Onde: Satyros Um. Livre.

A Culpa é Minha – Sim: eu enviesado. Dedico-me esta coisa aí a meu sangue de homem em plena idade. E à Clarice e à saudade de nossa antiga pobreza, ai de nós. Esta mesma história também hoje acontece em estado de calamidade pública. Vocês? Amém para nós todos. (50 min). Texto: David Santoza. Direção: David Santoza. Elenco: David Santoza. Quando: Seg, 14/11 às 18h. Onde: Palco Via Roosevelt. 16 anos.

A Fábrica – Exercício cênico que transita entre o teatro e a performance, “A Fábrica” coloca em questão a discussão sobre gênero e o “lugar” do que se entende sobre feminino e masculino através da poética de corpos estranhos que ocupam espaços muitas vezes pré designados dentro de um contexto pós moderno. (60 min). Texto: Alexandre Marchesini. Direção: Alexandre Marchesini. Elenco: Arthur Silva, Beatriz Correa, Bruna Paiva, Eduardo Barros, Jhennyfeer Gonçalves, Juliana Ozeranski, Karla Samantha, Leticia Matsumoto, Peterson Carvalho, Rafael Canuto, Rafaella Domingos, Rafaelly La. Quando: Seg, 14/11 às 17h. Onde: SP Escola de Teatro – Sede Roosevelt. 18 anos.

A História do Cachorro – Dois personagens se encontram em um banco de praça. De um lado, um personagem com parâmetros tradicionais e valores burgueses, do outro, um transeunte que não se limita à padrões morais. A peça questiona a condição humana na sociedade moderna, principalmente o esvaziamento dos valores capitalistas. (60 min). Texto: Edward Albee / Vana Medeiros. Direção: Cynthia Falabella. Elenco: Tássia Dur e Roberta Araújo. Quando: Seg, 14/11 às 23h. Onde: Espaço dos Parlapatões. 14 anos.

A Lua Alta Vive – Nessa peça cujo texto que recebeu menção honrosa no 22º programa nascente da USP, a travesti Lola vive seus últimos dias em busca de reconciliação com a vida. A personagem almodovariana entrega-se às consequências de ser soropositiva e mantém sua meta de transformar-se e fazer o bem ao próximo. (75 min) Texto: Jon Carvalho. Direção: Rogério Pimenta. Elenco: Ari Portivignon, Jon Carvalho, Larissa Ansaldo e Rogério de Comi. Quando:  Seg, 14/11 às 14h30. Onde: Estação Satyros. 14 anos.

A Rainha da Dança – Uma família tradicional brasileira qualquer e uma vida de anseios reprimidos. Há uma rainha dentro de tod@s nós esperando para ser coroada com a liberdade… Mas devemos ameaçar a ordem em nome da nossa pretensa felicidade? Gilda se libertará? (60 min). Texto: Tony Budnikas. Direção: Tony Budnikas. Elenco: Miriam Limma, Angélica Menezes e Sergio Rocha. Quando: Seg, 14/11 às 18h30. Onde: Satyros Um. 14 anos.

A Terceira Margem do Rio: a de Dentro – Encena a estória de um homem que desde criança lamenta a partida do pai que abandona o convívio humano em função de uma experiência de isolamento radical. Aberta à múltiplas interpretações, a narrativa encenada tem como temas maiores os valores familiares, o amor, a loucura e a solidão. (50 min). Texto: Renato TouzPin. Direção: Renato TouzPin e Pedro Jonathas. Elenco: Renato TouzPin. Quando: Dom, 13/11 às 19h. Onde: Palco Via Roosevelt. Livre.

A TRAGÉDIA DE JOÃO E MARIA – Teatro da Deformação – Livremente inspirado no conto dos irmãos Grimm, a peça é uma versão adulta e deformada de Hansel und Gretel. A história retrata a trajetória de duas crianças abandonadas pelos pais em meio ao desespero da fome e da impossibilidade de alimentá-los. Influenciada por imagens de Vidas Secas, de Graciliano Ramos, a peça, cujo mote é uma sociedade em decadência e o universo carcomido da miséria “adulta”, evoca condições vitais precárias que são o cerne de um corpo oprimido, e dão aos atores a marca da dor e da fome. (80 min). Texto e Direção: Thiago Reis Vasconcelos. Elenco: Clayton Lima, Fabi Ribeiro, Haroldo Stein, Martha Guijarro, Rafael Gracioli, Renata Adrianna, e Suelen Moreira. Músicos: Bruno Miotto, Bruno Mota, Deborah Hathner e Lucas Vasconcelos. Quando: Sáb, 12/11 às 21h e Dom, 13/11 às 19h. Onde: Companhia do Feijão. 16 anos.

ADOR-ADOR – Na intenção de questionar os vícios dos relacionamentos amorosos, o espetáculo é composto de perguntas levadas ao público, sem pretensão de respostas prontas: O que é amor?/Como eu amo?/Como eu sou amadx?/Quando o amor deixa de ser amor?/Qual o limiar entre a relação e a violência?/Amor? (40 min). Texto: Lissa Santi, Renan Novais, Felipe Scalzaretto. Direção: Anderson Claudir. Elenco: Ariana Moreira, Ariene Saldanha, Bruna Assis, David Santoza, Paulo Henrique Santos e Robson Alexandre. Quando:  Dom, 13/11 às 16h30. Onde: SP Escola de Teatro – Sede Roosevelt. 12 anos.

Antígona – Antígona coloca em discussão o conceito de justiça. Movida pelo amor familiar, deseja enterrar o irmão morto em combate ao atacar a cidade de Tebas, mesmo sabendo que o atual Rei, Creonte, proibiu através de um edito o sepultamento do cadáver, prometendo duros castigos a quem infringisse a lei. (50 min). Texto: Beatriz Rhaddour e Diego Timbó. Direção: Beatriz Rhaddour. Elenco: Anaterra Oliveira, Eduardo Peixoto, Franciele Fernanda, Herika Sodré, Marcos Rizzi e Victor Pinto. Quando: Dom, 13/11 às 14h30. Onde: SP Escola de Teatro – Sede Roosevelt. 16 anos.

Antropofrei – Da Grécia ao Pindorama. Do Pindorama a São Paulo cosmopolita. Dionísio está entre as figuras que habitam a Frei Caneca. Das realidades visíveis e invisíveis, a ocupação artística teatral torna evidentes os conflitos entre tempos e encontra-se no limiar entre o sagrado e o profano, o tabu e o totem. (90 min). Texto: Criação Coletiva. Direção: Rafael Abrahão e Raul Morares. Elenco: Angelo Aleixo, Caio Megiato, Carô Calsone, Caroline Consalter, Giulia Valente, Heri Brandino, Juliana Gotz, Rafael Abrahão, Rafa Pinheiro, Raul Moraes, Sofia Riccardi, Vitor Marques e Vitória Fava. Quando: Dom, 13/11 às 15h. Onde: Praça Roosevelt – Área 3. 14 anos.

Apareceu a Margarida – Dona Margarida, é o retrato fiel de um ser humano com toda a sua complexidade e contradições. Uma professora que começa muito docemente a dar uma aula de biologia e no decorrer do percurso altera seu comportamento abruptamente, indo da doçura maternal, sedução e lascívia ao ápice da crueldade. (70 min). Texto: Robeto Athayde Direção: João Lima Elenco: Arce Correia Quando: Dom, 13/11 às 16h30. Onde: SP Escola de Teatro – Sede Roosevelt. 12 anos.

Aquarela – Em um ateliê imaginário, um ser humano faz aquarelas com suas memórias e histórias. Ao contar suas vivências, deixa a dúvida no ar: seriam aquelas histórias vividas por ele mesmo ou seríamos nós que estamos sendo retratados naquelas pinturas? (40 min). Texto: Vicente Falbo. Direção: Guilherme Udo e Bárbara Lamounier. Elenco: André Castelani. Quando: Seg, 14/11 às 23h. Onde: Estação Satyros. 16 anos.

As Artes Malasartes: A Viagem de Pedro Malasartes – Pedro Malasartes viaja para o outro lado da vida. Chega numa encruzilhada onde Deus e Diabo decidem quem vai para o céu e inferno. Ao reconhecerem Pedro Malasartes, as entidades tentam empurrá-lo um para o outro. Por fim, disputam quem ficará com Pedro num duelo de Calango. (70 min). Texto: Carlos Rosa. Direção: Carlos Rosa. Elenco: Ana Bonani, Gulherme Venâncio, Jean Fábio, Lucilene Dias, Paty Beghetto e Rômulo Scarinni. Quando: Ter, 15/11 às 14h. Onde: Praça Roosevelt – Área 3. Livre.

AS CEREJAS – AS CEREJAS conta a história de um homem com um distúrbio esquizofrênico, que conduz o público por sua estranha trajetória, mostrando o mundo por meio de sua percepção singular. (45 min). Texto: Texto de Roberto Alvim, inspirado em Lawrence Durrel. Direção: Robreto Alvim. Elenco: Alexandre Leal e Steffi Braucks. Quando: Seg, 14/11 às 19h. Onde: SP Escola de Teatro – Sede Roosevelt. 16 anos.

Atração – Nando é um publicitário acusado de se envolver e matar a jovem estudante de 15 anos, Victória. Bianca é advogada do caso e parece ultrapassar os limites éticos com seu cliente. Nando narra sua versão em meio a flashbacks que levam o público a desconfiar do que realmente aconteceu. (30 min). Texto: Leo Chacra. Direção: Leo Chacra. Elenco: Carlos Martin, Lila Guimarães e Luísa Furtado. Quando: Ter, 15/11 às 18h. Onde:  SP Escola de Teatro – Sede Roosevelt. 12 anos.

BOCA DE OURO – O MAU, O BOM E O FEIO – “Boca de Ouro – O Mau, o Bom e o Feio” narra um episódio na vida de Boca de Ouro, bicheiro de Madureira que domina o crime na cidade do Rio de Janeiro. A história se divide em três diferentes pontos de vista, narrados por Guigui, ex-amante do bandido. (80 min). Texto: Nelson Rodrigues.  Direção: Fabio Rocha.  Elenco: Luccas Malheiros, Kharelyn Rangel, Guilherme Campos, Marcella Aguiar, Thayssa Rangel, Nathy Olímpio, Darlan Antunes e Fabio Rocha. Quando: Sáb, 12/11 às 21h30. Onde: SP Escola de Teatro – Sede Roosevelt. 14 anos.

Cadê o Pássaro que Estava Aqui? – A história de um palhaço que, ao se sentir só, pela perda de seu querido pássaro, tenta das maneiras mais poéticas, absurdas e desesperadoras substituir aquele amor que não existe mais alí, até perceber que esta façanha não é possível de acontecer e passa a ter que brigar com este sentimento. (55 min). Texto: Felipe Braccialli e Felipe Casati (dramaturgia original). Direção: Felipe Braccialli. Elenco: Felipe Casati. Quando: Seg, 14/11 às 17h. Onde: Espaço dos Parlapatões. Livre.

Cansei de Tomar Fanta – Cansei de tomar Fanta faz uma radiografia da relação entre homens e mulheres nos dias atuais. Para tanto, coloca em cena um casal em começo de relacionamento para demonstrar as diferenças de comportamentos e expectativa em relação ao futuro, tudo com bastante humor. (40 min). Texto: Alberto Guzik. Direção: Marizilda Dias Rosa. Elenco: Christiane Santarém, Kaiki Mathheis e Flávia Campos Quando:  Dom, 13/11 às 23h. Onde:  SP Escola de Teatro – Sede Roosevelt. 12 anos.

Carne de Baleiazzzul – Leitura dramática inspirada no livro “Baleiazzzul”, de sergio zlotnic, publicado em 2013, pela Editora Hedra. (60 min). Texto: Sergio Zlotnic. Direção: Barbara Lamounier, Guilherme Udo e Sergio Zlotnic. Elenco: Alan Marques, Amanda Salvatori, Alberto Pereira Junior, Andre Castelani, Elisa Band, Henais Deslandes, Luciano Falcão, Marcelo Coelho, Rafa Costa, Rodrigo Melgaço, Sergio Zlotnic. Quando: Dom, 13/11 às 18h. Onde: Satyros Um. 14 anos.

Casa de Bonecas – Nora era a mulher ideal e existia para satisfazer as expectativas daqueles que a cercavam. Assim Nora vivia uma vida vazia de sentidos. Um pequeno deslize, uma grande reviravolta. Nora se vê diante de acontecimentos que derrubam sua Casa de Bonecas – tudo aquilo que acreditava ser real. (75 min). Texto: Henrik Ibsen Direção: Cadu Witter. Elenco: Gabriele Rodrigues, Rô Vicente e Sandra Silva.  Quando: Seg, 14/11 às 23h30. Onde:  SP Escola de Teatro – Sede Roosevelt. 14 anos.

Chão de Estrelas – Baseado na vida da Grabde Cantora e intérprete Maysa Matarazzo Monjardin, cujo o espetáculo resgata grandes interpretações ao longe de sua carreira . Desde o início e transitando por momentos específicos e marcantes de sua carreira . Os expectadores a reviveram a a se emocionar neste universe. (20 min). Texto: Marcia Dailyn. Direção: Marcia Dailyn. Elenco: Marcia Dailyn. Quando: Sáb, 12/11 às 22h. Onde: Estação Satyros. Livre.

CHORUME – Caldo espesso com alta carga poluidora das mentes humanas, é viscoso e pode ter um cheiro desagradável. Contém idéias conservadoras, conceitos pesados que o organismo pode demorar a eliminar, o que nos obriga a tratá-lo com algumas doses de bom humor. É necessário ter consciência. Se deixar passar tempo demais, azeda. (40 min) Direção: Suzana Muniz. Elenco: Aline Bertuccelli, Ana Maria Abreu, Bia Poiani, Dalton Santos, Dani Nel, Domingos Júnior, Eduardo Pinheiro, Hebert Freitas, Heyde Sayama, Homar Rabah, Isabela Pivetta, José Esteves, Lara Lah, Luhara Machado, Marconi Xavier, Milene Fukuda, Murilo de Goes, Priscila Tesch, Rodrigo Eugenio, Rodriggo Guabiraba, Rodrigo Lourenço, Viviane Santos, Yasmin Chiden. Quando: Ter, 15/11 às 15h30. Onde: Satyros Um. 18 anos.

Cinderela Pervertida – Nessa comédia, a personagem Cinderela – sua meia irmã e sua madrasta – tem a possibilidade de disputarem a vaga de nova quenga do Príncipe. Essa é a oportunidade de uma delas mudar de vida, e o Príncipe, uma espécie de cafetão, ao lado de Maria Jacutinga, vai decidir quem será a escolhida. (60 min). Texto: Rodolfo Alex Galvão. Direção: Edgar Benitez. Elenco: Anny Hipólito, Danny Hipólito, Daniel Mascotto, Joice Tavares, Lauanna Andrade, Regina Hennies, Victor Damaso. Quando: Dom, 13/11 às 02h. Onde: Espaço dos Parlapatões. 14 anos.

Clube de Comédia do Gabe – Comediante de São Paulo, todos os dias eu sento numa mesinha na Av paulista e conto piadas de graça na frente do conjunto nacional. Sou comediante faz 5 anos e criei um espetáculo tragicômico sobre minhas expectativas, frustrações e pensamentos que me passam pela cabeça. (40 min). Texto: Adaptação do fracasso que é minha vida. Direção: Eu mesmo. Elenco: Eu mesmo. Quando: Seg, 14/11 às 21h. Onde: Praça Roosevelt. 16 anos.

Colcha de Retalhos – Alinhavando prosas e memórias – Colcha de Retalhos – Alinhavando prosas e memórias são duas narrativa sobre a cultura popular. “Um dedo de prosa” ( Coletivo Allegro) narra as aventuras de dois caipiras ao chegar na capital.” Aurora” ( Cia Ingrato) alinhava memórias de uma história de amor vivida por vó Aurora em sua juventude. (60 min). Texto: Fátima Martins e Vinicius Alexandre. Direção: Coletivo Allegro e Vinícius Alexandre. Elenco: Fátima Martins, Fred Lincon, Vinícius Alexandre. Quando: Sáb, 12/11 às 21h. Onde: Palco Via Roosevelt. Livre.

Colônia – sobre vozes e muros – Sanidade e loucura perdidas em um tempo próximo que ficou conhecido como “Holocausto Brasileiro”.“Colônia”, histórias do manicômio homônimo que existiu em Minas Gerais. Personagens dão vozes a essas trajetórias: como foram parar naquele local, a vida antes e depois de “Colônia” e o triste massacre. (70 min). Texto: Bruno Felix, Thaíza Gazelli e Thiago Leão. Direção: Daniel Araujo Falcão. Elenco: Ana Bornia, Carol Zanola, Eberhard Stehling, Higor Lemo, Ingrid Arruda, Jhonatan Hoz, Laiza Fernanda, Lara Lah, Marina Haddad, Marina Vitti, Milton Aguiar, Rafael Tesoto, Taisa Lira, Tânia Brigantini. Quando: Ter, 15/11 às 02h30. Onde: Satyros Um. 16 anos.

Comendo Brecht – Uma ode ao dramaturgo alemão Bertolt Brecht, volta à Praça Roosevelt. Texto: Gene Holder. Direção: Gene Holder. Elenco – Bianca Alves Ferreira, Bruna Buzzato, Carol Montagnana, Gilmar Carvalho, Michele Tognini, Rodrigo Menezes e Wagner Robertinni. Quando: Dom, 13/11 ás 17:30 Onde: Área 3

Como diriam os niilistas – Mulher que tem medo de voar é incentivada por seu filho a embarcar num vôo até S. Francisco, sua primeira viagem aérea, para que finalmente possa vir conhecer seu pai. (30 min) Texto: Eliana Iglesias. Direção: Chico de Assis. Elenco: Eliana Iglesias. Quando: Ter, 15/11 às 21h30. Onde: SP Escola de Teatro – Sede Roosevelt. 14 anos.

Como sempre somos motivos de chacota – Gisele e uma personagem que tem passado por inquietações emocionais. Grande parte do seu tempo é gasto no banheiro de sua casa, onde passa as manhãs e as tardes se produzindo para que trabalhe na noite como prostituta. O monologo se estrutura em formato de discurso documentado. (45 min). Texto: Alex Leandro. Direção: Gisele Ramos. Elenco: Alex Leandro. Quando: Seg, 14/11 às 16h30. Onde: SP Escola de Teatro – Sede Rppsevelt. 14 anos.

Do Outro Lado da Rua – A partir de histórias reais de pessoas que trabalham ou tiveram experiências com a prostituição, os atores se utilizam da técnica de teatro verbatim, que usa fones de ouvido, para reproduzir os relatos no palco. Em cena, os depoentes falam sobre rotina, violência, preconceitos, família, drogas e sexo. (70 min). Texto: Herbert Bianchi. Direção: Herbert Bianchi. Elenco: Ana Negreiros, Ana Paula Salvestro, Deborah Graça, Fernanda Dias, Gabriella Potye, Katia Calsavara, Luciana Grilo, Munir Kanaan, Regina Fonseca e Roberta Dourados. Quando: Seg, 14/11 às 22h30. Onde: Satyros Um. 12 anos.

Dois – Dois apresenta a historia de uma mulher ELA e seu quase amante ELE. Ambos tentam conduzir o fluxo da relação em que vivem sem que ninguém reconheça quem esta no controle da situação. A relação é desenvolvida a partir de uma dança onde ora se conduz e ora se é conduzido. (60 min). Texto: Léo Oliveira. Direção: Léo Oliveira. Elenco: Manuella Alves e Murilo Rocha. Quando: Seg, 14/11 às 15h. Onde: SP Escola de Teatro – Sede Roosevelt. 14 anos.

DUZINFERNO – Um exercício do núcleo experimental da Cia. Os Satyros, inspirado nas obras “O martelo das Feiticeiras” e “Inferno (Divina Comédia)”, faz um contraponto entre as obras e questões atuais. As cenas passeiam por diversas abordagens cênicas e dão início às apresentações deste processo que resultará em um espetáculo com estreia prevista para o primeiro semestre de 2017. Direção: Gustavo Ferreira Elenco: Alessandra Nassi, Ana Costa, Ari Portivignon, Arthur Capella, Drika Monticelli, Edemi Soares Jr., Elisa Barbosa, Fabricia Mangolin, Felipe Ferreira, Gutiere Nobre, Isabela Cetraro, Ju Alonso, Karina Bastos, Maiara Cicutt, Paula Barros Diva, Pedro Fagundes, Safira Santos, Thamiris Moreira e Viviane Santos. Quando: Seg, 14/11 às 21h. Onde: Satyros Um. 14 anos.

Em conserva – Made in Brazil – Um espetáculo híbrido que discute o avanço do conservadorismo no Brasil nos tempos atuais. O que nós conservamos? Em cenas individuais e conjuntas o trabalho propõe iluminar os riscos e traumas de uma sociedade que está a um passo de viver num pote de pensamentos anacrônicos hermeticamente fechado. Elenco: Aline Alhadas, Allana Andrade, Antoni Filho, Camilla Ribeiro, Daniela Medina, Erik Santana, Gabriel Sousa, Gutiere Nobre, Henri Ferfoglia, Janaína Lopes, José Cássio Ramos, Júlia Sanches, Karina Dias, Karol Korsakoff, Klésia Moura, Laura Carvalho, Michelle Sampaio, Pedro Balmant, Pedro Pêra, Renata Daré, Rogério de Comi e Rodrigo Rodrigues. Direção: Henrique Mello. Assistente de direção: Lucas Almeida. Quando: Ter, 15/11 às 14h30. Onde: Estação Satyros. 18 anos

Ensaio sobre o ciclo das borboletas – Um homem em um mundo privado sendo observado pelo mundo externo. Um deslocamento de tempo acontece onde está. Preso nos anos cinquenta sua única esperança de contato é através de seu sistema de radio preso em seu Pan-óptico no centro de São Paulo. ( 60 min ) Texto: Cristiano Dantas. Direção: Cristiano Dantas. Elenco: Cristiano Dantas. Quando:  Seg, 14/11 às 18h.  Onde: Praça Roosevelt – Área 1. 16 anos.

Entrevista com Phedra – O encontro entre uma diva e um jornalista em um apartamento do centro de São Paulo. Espetáculo baseado em entrevistas que a atriz Phedra D. Córdoba, homenageada nas Satyrianas 2016, concedeu ao jornalista Miguel Arcanjo Prado. (50 min). Com a assistência de direção de Lauanda Varone e Iluminação de Flávio Marciano Silva. Texto: Miguel Arcanjo Prado. Direção: Juan Manuel Tellategui. Elenco: Livia La Gatto e Raphael Garcia. Quando: Ter, 15/11 às 19h. Onde: Satyros Um. 12 anos.

Eram Palhaços e Homens de Carne e Sangue – O espetáculo mostra dois palhaços, Catavento e Alegria, à espera de um público que nunca vem. Enquanto sonham com a chegada dos Saltimbancos, se preparam para o grande show. A espera é entrecortada por imagens de uma banda e uma atriz que simbolizam os artistas que perambulam pela entortada estrada. (45 min). Texto: Ricardo Vizinho e Cia. Metáfora. Direção: Ricardo Vizinho. Elenco: Camila Rodrigues, Ingrid Taveira, Thais Dias e Orquestra Popular de Bolso – Saltimbancos. Quando: Dom, 13/11 às 17h. Onde: Espaço dos Parlapatões. 14 anos.

Estratégias Para Não Morrer – primeiros movimentos – Esses PRIMEIROS MOVIMENTOS fazem parte do processo de montagem do espetáculo Estratégias Para Não Morrer, da recém-formada Companhia do Baile. Três pessoas se encontram e expõem para o público formas de lidar com suas vidas decadentes e medíocres por meio de cenas, músicas e coreografias. (50 min). Texto: José Victor Magalhães, Laércio Motta, Larissa Ballarotti. Direção: Luciano Gentile. Elenco: José Victor Magalhães, Laércio Motta, Larissa Ballarotti. Quando: Ter, 15/11 às 18h. Onde: SP Escola de Teatro – Sede Roosevelt. 16 anos.

Eu, Touro Mecânico – Uma leitura dramática. Não há uma história linear. Há várias histórias. Um mosaico feito da apropriação indevida de recortes de textos veiculados na internet. Cada mergulho é um flash. Memes, mashups e reflexões sobre o nosso tempo, se é que ele realmente existe. Recordar é viver. Ou morrer. (70 min). Texto: Tarcísio Lara Puiati. Direção: Tarcísio Lara Puiati. Elenco: Letícia Cannavale, Olivia Araújo, Rafael Maia e Renato Farias. Quando: Ter, 15/11 às 20h. Onde: SP Escola de Teatro – Sede Roosevelt. Livre.

Fiz Pra Você – Construído de forma híbrida, o espetáculo mescla cenas de cinema e teatro para retratar os encontros e desencontros entre Leandro e Katarina, em plena década de 70 esse casal improvável é desafiado a viver uma história de amor, em uma sociedade onde a individualidade é prioridade, em apenas dez dias. (60 min). Texto: Alexia Annes. Direção: Márcio Moura. Elenco: Alexia Annes & Márcio Moura. Quando: Seg, 14/11 às 16h.  Onde: SP Escola de Teatro – Sede Roosevelt. 14 anos.

Fortuna – Ambientado no ano de 2120, o espetáculo Fortuna conta a história de Maria que após passar por um método de criogenia humana é descongelada sem nenhuma memória e com e desafio de reconstruir sua vida. Buscando os fios da teia que tecem sua Fortuna, ela irá descobrir um novo mundo com ajuda dos cientistas e equipe da clínica onde acontece seu novo despertar. (75 min) Texto e Direção: Eloísa Vitz. Elenco: Eloisa Vitz, Miriam Jardim, Daniel Gonzales, Laura Vidotto, Mariana Fidelis e Angelo Gatti. Quando: Sáb, 12/11 às 21h e Dom, 13/11 às 20h. Onde: Teatro do Sol. 16 anos.

GIZ – A relação entre professora e aluno é o grande condutor dessa história e a causa de uma tragédia. Gis é o apelido de Gislaine. Professora de curso supletivo. Adão, é o nome de um de seus alunos, que é pedreiro e vê a vida cinza, cheia de pó de cimento. Giz. O desejo. A professora. O Aluno. (45 min). Texto: Maria Shu e Gal Grupo de Arte. Direção: Marcelo Valle e Felipe Frazão. Elenco: Ana Flavia Cavalcanti e Victor Albuquerque. Quando: Dom, 13/11 às 19h. Onde: SP Escola de Teatro – Sede Roosevelt. 14 anos.

Homens nas Cidades – O aparente inexplicável suicídio de um jovem gay e o assassinato de um soldado são o pano de fundo para que histórias, que parecem desconectadas, se fundam num retrato radicalmente humano de como vivemos nos dias de hoje. Um monólogo que traz histórias de homens entre 10 e 80 anos de idade, mostrando suas angústias, seus questionamentos, seus arrependimentos, seus desejos e suas dores, incluindo as reflexões do próprio autor, como se estivesse em cena, através de uma relação direta com a plateia. (60 min). Texto: Chris Goode. Direção: Francisco Medeiros. Elenco: Laerte Mello. Quando: Sáb, 12/11 às 23h00. Onde: SP Escola de Teatro – Sede Roosevelt. 16 anos.

infinita Graça – A tradição, as raízes, os costumes, um padrão herdado e o sufocamento cimentado num corpo que grita, num corpo que queima. A vida que ora é negada, ora é obrigatória. (40 min) Direção: Gustavo Ferreira. Elenco:  Arthur Nero, Natália Soares, Rômulo Martins, Karina Bastos, Nélio Reis, Ari Portivignon, Ton de Mello, Guilherme Lucca, Alexandro Rodrigues, Paloma Salido, John JP, Fabrícia Barbosa, Leonardo Rozin, María Olarza, Letícia Stamatopoulos, Matheus Pamplona e Arthur Asson. Quando: Ter, 15/11 às 13h30. Onde: Satyros Um. 16 anos.

In My Closet – No mundo atual não sabemos aonde estamos, Não há bem ou mau, há mais lados do que imaginamos.Duas potencias são muito claras, o rico e o pobre, mas o rico não é um rico que imaginamos, ele é o dono do mundo.E o pobre só quer chegar lá. AONDE? Fred, Shirley e Seu Coatch vão descobrir, Ou Não… (45 min). Texto: Vana Medeiros. Direção: Roberta Estrela D’alva. Elenco: Gigi Bifulco Fred Windmensdorf Weber Fraga Elaine Belmonte Chico Guerra. Quando: Sáb, 12/11 às 20h. Onde:  SP Escola de Teatro – Sede Roosevelt. Livre.

IN ON IT – Um Mercedes azul. Uma batida. Uma história de amor que termina. Esse Aqui e Aquele Ali nos conduzem pelos caminhos desse espetáculo. É sobre coisas que se enfiam na nossa vida. Coisas que simplesmente acontecem. Coisas que precisam que a gente invente um sentido para elas. (60 min). Texto: Adaptação: Marianna Mugnaini. Direção: Marianna Mugnaini. Elenco: Gé Lisboa e Hugo Camizão Quando: Dom, 13/11 às 20h. Onde: Satyros Um. (16 Anos ).

Íntimo – Íntimo é um espetáculo que convida à reflexão do que guardamos em nós. O que deixamos pra trás? O que nunca é revelado? O que nos marca? O que nos mata? Quais as consequências das nossas escolhas? (100 min) Direção e concepção: Ana Paula Dias. Elenco: Danielle Di Donato, Felipe Calixto, Gabriela Pimenta e Willian Mello. Quando: Sáb, 12/11 às 20h. Onde: Espaço Be True. 14 anos.

Justine – A peça conta a história da pura, religiosa e inocente personagem Justine, que acaba se envolvendo em experiências de crime, tortura e depravações que testarão seus valores morais e de conduta, enquanto sua irmã, a bela e libertina Juliette, realiza uma trajetória cheia de sucessos e prazeres. (90 min) Texto e Direção: Rodolfo García Vázquez. Elenco: Alex de Felix, Arthur Asson, Billy Eustáquio, Carol Bifulco, Cléo De Páris, Cristian Silva, Daiane Brito, Diego Ribeiro, Eric Barros, Fabia Mirassos, Felipe Souza, Fernando Soares, Hugo Godinho, Janaina Arruda, Júlia Innocencio, Lenin Cattai, Lorena Garrido, Lucas Allmeida, Marcelo Vinci, Silvio Eduardo, Stephane Sousa, Tom Garcia. Quando: Ter, 15/11 às 01h. Onde: Estação Satyros.

Leão Coragem – Leão Coragem é um homem refém do próprio medo. Há tempos vive preso numa rotina confortável entre casa, trabalho e cuidar da sua mãe doente, até que a mesma morre. Sem sonhos e perspectivas decide romper sua estrutura e largar tudo com destino a uma nova história num novo país. Ansioso descobre um novo medo, o do futuro próximo e na calada da noite que antecede sua partida vê todos os seus medos o assombrarem colocando-o em xeque: recuar e sucumbir a essa fobia aterrorizante ou enfrenta-la? Direção e Dramaturgia: Antonio Ranieri. Elenco: Ailton Guedes, Lucas Sancho, Pedro Casali, Mari Rocha e Renata Flores. Quando: Ter, 15/11 às 21h. Onde: Espaço dos Parlapatões. 14 anos.

LÍNGUA – Uma coletânea de poemas que abordam as especificidades da vida urbana na cidade de São Paulo, que permeiam de questões sociais e de convivência em uma metrópole até as alucinações e experiencia cinestésica que a mesma pode causar. ( 60 min ) Texto: Lu de Oliveira. Direção: Coletiva: exercitando o olhos dos integrantes para as ações do outro, alguns carregando consigo características voltadas para recitação e musica. Elenco: Lu de Oliveira, Felipe Lara, Mariana Canafístula e David Santoza Quando: Dom, 13/11 às 02h30. Onde: Estação Satyros. 16 anos.

Luís Maurício e o Palco dos Bonecos – Apresentando clássicos da música brasileira e ícones mundias com o talento e a arte de teatro de bonecos, Luis Mauricio traz para as Satyrianas 2016 apresentações de Ângela Maria e Cauby Peixoto, prestando uma homenagem a esses dois ídolos e à querida Phedra. (30 min) Quando: Sáb, 12/11 às 22h, Dom, 13/11 às 22h30 e Seg, 14/11 às 23h30. Onde: Praça Roosevelt. Livre.

Manifesto Inapropriado – Do ponto de vista homossexual masculino, o “Manifesto Inapropriado” é uma compilação poética das dores e delícias de ser o que se é em nossa atual conjuntura; uma performance processual resultante da fricção de atores da Cia Histriônica com dados e fatos de nossa realidade. ( 60 min ). Texto: Ewerton Ribeiro. Direção: Lucas Sequinato. Elenco: Ewerton Ribeiro, Lucas Sequinato e Paulo Ohana. Quando: Ter, 15/11 às 16h. Onde: SP Escola de Teatro – Sede Roosevelt. 16 anos.

MÁRMORES – Uma trajetória narrada por imagens criadas pela mente doentia de um pedófilo. Um amor que não é capaz de saber quais são os seus limites. Um lugar que tem guardado em suas ruas e construções a memória de uma família que não foi capaz de fugir das noites. ( 50 min ) Texto: Paloma Dourado.. Direção: Paloma Dourado Elenco: Fernanda Bugallo; Kellen Tobaldini; Raphaela Silva; Valdemir Daniel. Quando: Ter, 15/11 às 22h30. Onde: SP Escola de Teatro – Sede Roosevelt. 14 anos.

Marquesa – (leitura dramática) Era o último desejo de encenação da atriz Phedra de Córdoba. O texto mescla a vida da cortesã francesa Marquesa de Pompadour, em seus últimos dias de delírio, mesclados à trechos da vida própria Phedra. (60 min). Texto: Alexandre Staut. Direção: Paula Cohen. Elenco: Paula Cohen, Cléo de Páris e Alexandre Staut. Quando: Ter, 15/11 às 15h. Onde: SP Escola de Teatro – Sede Roosevelt. 18 anos.

MÃO – MÃO, aborda questões do desenvolvimento humano e a forma como esses saberes revertem-se contra a humanidade. A peça é construída a partir de seis textos curtos poeticamente entrelaçados – Ar-má, Renascimento, Emboscada, Terrestre, Guilhotina, Palindromia – dimensionando o universo da violência. ( 60 min ) Texto: Hermison Nogueira. Direção: Hermison Nogueira. Elenco: Joyce Constantino, Rafael Nepel, Heidy Kanasiro, Leonardo D’ Aquino, Hermison Nogueira. Quando: Seg, 14/11 às 18h. Onde: Estação Satyros.  (14 anos)

Meia Noite, Feliz Natal – A história se desenrola durante uma noite de Natal, na primeira vez em que os filhos de Dona Martha se reúnem sem sua presença. Cheia de tensão, a reunião familiar começa a degringolar quando os conflitos e ressentimentos dos presentes começam a vir à tona. (70 min) Texto: Carol Rainatto. Direção: Lucas Romano e Carol Rainatto. Elenco: Carolina Rossi, Filipe Pereira, Homero Ligere, Mariana Spinola, Rodrigo de Castro, Tchello Palma, Vitoria Blat e Ynara Marson. Quando: Sáb, 12/11 às 21h30 e Dom, 13/11 às 20h. Onde: Espaço dos Parlapatões. 12 anos.

Monólogo da Puta no Manicômio – Em uma homenagem a Dario Fo, a atriz Paula Cohen faz uma leitura manifesto fêmea em cima do famoso texto do autor (40 min). Texto: Dario Fo. Direção e Elenco: Paula Cohen Quando: Sáb, 12/11 às 23h59h. Onde: SP Escola de Teatro – Sede Roosevelt. 14 anos.

Muito além do arco-íris – O protagonista narra sua busca pelo arco-íris, numa existência pautada pela solidão e incompreensão. Tudo muda quando seu melhor amigo lhe dá uma pulseira com arco-íris, eles começam a ter um relacionamento, e a família e amigos respeitam. O arco-íris simboliza a liberdade encontrada pelo amor. ( 20 min ). Texto: Rodrigo Contrera. Direção: Rodrigo Contrera. Elenco: Rodrigo Contrera, Ayron Barsan e Cezar Hiraki Velazquez. Quando:  Ter, 15/11 às 17h. Onde: SP Escola de Teatro – Sede Roosevelt. (Livre ).

Na Granja – Na Granja, um galo e um ganso. Dois Atores em um jogo teatral livremente inspirado no conto “Suicídio na Granja”, de Lygia Fagundes Teles, que conta a historia de uma estranha amizade que se depara com a morte. (60 min) Texto, Direção e Elenco: Cadu Garcia e Edson Thiago. Quando: Sáb, 12/11 às 23h59. Onde: Espaço dos Parlapatões. 12 anos.

Natureza Morta – O amor inadmissível e seus anjos sem asas – Um homem. Ou seriam 2 em um? Ou seriam várias pessoas em cada um dos 2? Quem são essas pessoas? E havia ela. A que abandonou o homem partido ao meio. Natureza Morta questiona suas próprias verdades, crenças e afetos para perguntar: somos isso mesmo ou estamos todos loucos? ( 30 min ) Texto: Peterson Queiroz. Direção: Ana Carolina. Elenco: Pedro Felipe e Peterson Queiroz. Quando: Sáb, 12/11 às 21h. Onde: Praça Roosevelt – Área 1. (14 anos)

Negra Mãe (uma história…) – Um empresário perde a esposa com a qual teve um filho especial. Ficando sozinho, casa-se com sua secretária para que a mesma cuide de seu filho. O desespero e a loucura tomam conta da situação uma vez que a secretária, esposa atual do empresário, passa a ser constantemente traída. (40 min). Texto: Nelcy Moura. Direção: Nelcy Moura. Elenco: Nelcy Moura. Quando: Seg, 14/11 às 21h20. Onde: Palco Via Roosevelt. 14 anos.

No Beco da Preta – Três mulheres com histórias distintas e em comum o desejo de encontrar um lugar no mundo. O desabrochar do feminino em trajetórias de provação e luta. O feminino na favela rompe os muros e quer vir pro centro mostrar que muda o CEP, mas não os sonhos. ( 45 min ). Texto: Companhia Teatral Cidade do Sol. Direção: Di Camargo e Maria Teresa Cruz. Elenco: Isleide Marinho, Rejane Alves e Rita Andrade. Quando: Seg, 14/11 às 17h30. Onde: Satyros Um. 14 anos.

Normalopatas – Um Manifesto Àsolar, Pornochanchesco e Sombrio para O Brasil de um Futuro Possível – A Cia. Àtropical convida todos a acessar uma sociedade que é altamente tolerável ao sofrimento. Por meio de três atos, da adolescência à velhice, acompanhamos as memórias erráticas de Metá que, ainda menino, sente uma necessidade instintiva de abandonar os códigos e as convenções incompreensíveis do mundo ao seu redor – convenções de gênero, empatia, afetividade e da própria linguagem. Metá faz seu caminho guiado por fome, tesão e um desorientado desejo homicida, em busca de qualquer coisa que confirme sua existência, que lhe possibilite narrar sua própria dor, seu sofrimento vago. Ou não. Como a realidade nunca é assimilada, a vida interior e a realidade concreta do jovem não possuem contornos de dissociação. Pulsa sempre, no fundo, uma dor não elaborada, uma palavra calada. (100 min). Texto: Dan Nakagawa. Direção: Dan Nakagawa. Elenco: Carolina Morena; Laércio Motta; Gustavo Dalle Vedove; Priscila Tavares; Alexandre Fernandes; Marina Matheus; Leleto Bonfim; Vivian Valente Petri; Igor Mo. Quando: Sáb, 12/11 às 23h59. Onde: Estação Satyros. 14 anos.

Nossa senhora desaparecida – Nossa senhora desaparecida conta a historias de dois personagens exilados de um país cheio de problemas políticos e com uma cultura do machismo gigante, onde ao decorrer do espetáculo eles relembram suas vidas neste país. Apostando em uma atmosfera de aproximação com o público. (30 min). Texto: Coletiva (Cia de quinta). Direção: Kawan Carvalho. Elenco: Aline Lopes, Marcelo Campos. Quando: Dom, 13/11 às 15h. Onde: Satyros Um. 14 anos.

Oito Abelhas Operárias Não São uma Cólmeia – Oito atores que nunca saem do palco dividem-se nessa antologia performativa de cenas  – coletivas e individuais -, percorrendo temas políticos e sociais contemporâneos. Todos os temas orbitam ao redor do recente movimento de escalada do conservadorismo no cenário nacional e internacional. (40 min) Direção: Eduardo Chagas. Elenco: Drika Monticelli, Ricardo Romano, Caio Blanco, Laiz Parpinelle, Glenda Poletto, Anna Lima, Daniele Vita e Vinicius Santos. Quando: Ter, 15/11 às 16h30. Onde: Estação Satyros. 18 anos.

O Alienista – Os barbeiros rivais Porfírio e João Pina veem em seus salões as reações de um acontecimento que deixou Itaguaí boquiaberta: a construção de um asilo para doentes mentais. A boataria só faz aumentar quando Dr. Bacamarte, o alienista, declara ter descoberto a linha exata que separa a loucura da sanidade, encarcerando, a seguir, todos os que mostram qualquer comportamento excêntrico – mesmo que o número de internos chegue a 4/5 da população de Itaguaí! Nesse contexto, os barbeiros aproveitam o caos social para largar as tesouras e dar continuidade à rivalidade em outra arena: a política. Texto Original: Machado de Assis Dramaturgia e Direção: Toni D’Agostinho. Músicas e encenação: Willian Germano. Quando: Sáb, 12/11 às 19h.  Onde: Espaço dos Parlapatões. 12 anos.

O Desmonte – Um homem solitário vive em um apartamento minusculo, avesso a amigos e a visitas. No entanto, o homem em completo abandono, recebeu nas ultimas semanas uma visita inesperada: um Rato, que apareceu para destruir tudo e – contraditoriamente – dar sentido em sua vida. ( 90 min ). Texto: Amarildo Felix. Direção: Amarildo Felix. Elenco: Vitor Placca. Quando: Ter, 15/11 às 16h. Onde: SP Escola de Teatro – Sede Roosevelt. 16 anos.

Onde Brotam as Flores… – – Nasce a partir da investigação da escalada do conservadorismo no Brasil, onde a mulher, o negro, o pobre, o gay, o transexual resistem à violência diária presente em discursos e em ações daqueles que repelem o que é diferente. Mas não, não é tempo de medo. O ódio não murchará as flores. Direção: Bel Friósi e Daiane Brito(40 min) Elenco: Alan Marques, Aline Lopes, Apolo Blanco, Eduardo Gotlib, Everton Dantas, Fernando Guimarães,Igor Almeida, Jefferson Casimir, Júlia Ribeiro, Laís Cenbrone, Leo Augusto, Luc Oliveira, Lucas Pereira, Mau Machado, Neto Roque,Pedro Fagundez, Tainá Barrionuevo, Thamiris Moreira. Quando: Ter, 15/11 às 17h30. Onde: Satyros Um. 18 anos.

Os 120 Dias de Sodoma – Quatro poderosos libertinos iniciam um grande deboche em um castelo isolado nas montanhas. Suas vítimas, alguns dos mais belos jovens do país seqüestrados para a satisfação de seus prazeres, não tem o direito à palavra. 120 dias de festividades libertinas, vivendo as maiores orgias ao utilizar os corpos de suas vítimas para as maiores depravações. O espetáculo trata de questões filosóficas e políticas colocadas pela obra sadeana, em um contexto brasileiro de corrupção e decadência das instituições sociais. (90 min) Texto: Rodolfo García Vázquez, a partir da obra de Marquês de Sade. Direção: Rodolfo García Vázquez. Elenco: Alex de Felix, Alex de Jesus, Arthur Asson, Carol Bifulco, Cristian Silva, Daiane Brito, Diego Ribeiro, Felipe Moretti, Felipe Souza, Gustavo Ferreira, Hanna Perez, Hugo Godinho, Júlia Innocencio, Lenin Cattai, Lucas Allmeida, Luísa Monteiro, Marcelo Thomaz, Marcelo Vinci, Silvio Eduardo, Suzana Muniz e Tom Garcia. Quando: Seg, 14/11 às 02h. Onde: Estação Satyros. 18 anos.

Ouro de Tolo – Espetáculo performativo onde o espectador será levado a enxergar e vivenciar o tempo da escravidão auto-infligida, quando as palavras deixaram de ter qualquer valor e o ser humano, isolado em comunidade, aderido e satisfeito, só consegue produzir lixo e derramar sangue. (40 min). Texto: Hugo Godinho. Direção: Leandro Soares. Elenco: Hugo Godinho e Leandro Soares. Quando: Dom, 13/11 às 03h. Onde: Satyros Um. 18 anos.

Pedaços – Inspirados por estímulos dados pelo público, oito figuras encontram-se em situações que exploram e retratam fragmentos das suas vidas. Desde a construção das personagens, passando pela dramaturgia, até a composição musical, tudo nesta peça é improvisado. (50 min). Texto: Adaptado do espetáculo “Improvisaciones Minimas” do grupo Ketô Impro, do Perú. Direção: Gustavo Miranda. Elenco: Adê Teixeira, Chico Pires, Cimara Fróis, Emanuel Sá, Gui Neves, Lilian Degaki, Maurício Antunes e Nicolle Fernandes. Quando: Dom, 13/11 às 23h. Onde: Espaço dos Parlapatões. 10 anos.

Pessoas Perfeitas – A peça lança um olhar sobre moradores anônimos da grande metrópole que, apesar de suas diferenças abissais, acabam se encontrando e convivendo. (90 min) Texto: Ivam Cabral e Rodolfo García Vázquez. Direção: Rodolfo García Vázquez. Elenco: Ivam Cabral, Fábio Penna, Gustavo Ferreira, Henrique Mello, Julia Bobrow, Eduardo Chagas, Fernanda D’Umbra e Mariana Hein / Participação da violoncelista Rebeca Friedmann. Quando: Dom, 13/11 às 22h. Onde: Satyros Um. 14 anos.

Pessoas Sublimes – À beira da represa Guarapiranga, há um condomínio com um portal de passagem entre o mundo dos vivos e o dos mortos. Lá vivem pessoas que dividem seus dramas, como o jovem nerd apaixonado pela menina fútil; o casal que cria abelhas sem saber o que os aguarda; as irmãs que se odeiam e tentam aprender a se suportar; o menino tímido e o ex-matemático.(90 min) Texto: Ivam Cabral e Rodolfo García Vázquez. Direção: Rodolfo García Vázquez. Elenco: Bel Friósi, Eduardo Chagas, Fabio Penna, Felipe Moretti, Fernanda D’Umbra, Gustavo Ferreira, Helena Ignez, Henrique Mello, Ivam Cabral, Maria Tuca Fanchin, Sabrina Denobile e Suzana Muniz. Quando: Sáb, 12/11 às 22h. Onde: Satyros Um. 14 anos.

Por trás das lonas de Babylon – A trupe de um tradicional circo de horrores é surpreendida com o aparecimento de uma mala com um corpo em frente ao picadeiro. As relações passionais entre os artistas e suas personalidades contraditórias dão pistas sobre a possível identidade da pessoa assassinada. (90 min). Texto: Leonardo Dalla Valle. Direção: Tom Garcia. Elenco: Alexandre Proença, Ana Costa, Breno Borges, Fabia Mirassos, Jackson Rodrigues, Leonardo Dalla Valle, Magé Dionísio, Maíra Cardillo de Abreu, Maria Andrade. Cantora Convidada: Talita Ribeiro. Quando: Dom, 13/11 às 16h. Onde: SP Escola de Teatro – Sede Roosevelt. 18 anos.

Prego na Testa – Hugo Possolo encarna personagens como um mendigo, um diretor de filmes pornográficos e mais sete tipos esquisitos e hilariantes, quase sempre com observações ácidas sobre a sociedade atual e a vida nas grandes cidades. Indicado ao Prêmio Shell de melhor ator em 2005. (90 min). Texto: Eric Bogosian. Tradução, Adaptação e Direção: Aimar Labaki. Elenco: Hugo Possolo. Quando: Seg, 14/11 às 20h. Onde: Espaço dos Parlapatões. 16 anos.
.
Proibido Amar – Numa sociedade que não é a nossa, um vírus se alastra e 33% da população está contaminado, em sua maioria jovens. O Estado entra em alerta e adota como medida prender esses jovens numa quarentena onde se enfrentam numa espécie de jogo sádico que podem não sair vírus. 3 indicações Cenym 2016. (60 min). Direção: Rafael Salmona. Elenco: Ferruccio Cornachia, Paulo Tardivo, Paulo Victor Gandra. Quando: Seg, 14/11 às 00h30. Onde: Estação Satyros. 16 anos.

Quem haverá de detê-los? – Pelas ruas da cidade, gritos ecoam. Na praça central, um grupo de missionários defendem a moral e os bons costumes. Enquanto isso, em todo o país, gritos de dor e sofrimento são fatalmente abafados, por uma brutalidade que desconhece limites. Nossos missionários precisarão aumentar suas vozes. (20 min). Texto: Thiago Augusto. Direção: Coletiva. Elenco: Rubia Bernasci, Thiago Augusto e Vitor Rodrigues. Quando: Dom, 13/11 às 17h30. Onde: Praça Roosevelt – Área 1. Livre.

RETORNO DE SATURNO – Um homem que se confronta com a chegada da maturidade. Para celebrar seus trinta anos, convida o público a tomar um café com pão de cebola, receita de sua mãe. Nesse encontro, partilha memórias, chamadas telefônicas e canções. Um espetáculo simples e aconchegante sobre o tempo, este antigo estranho. (50 min). Texto: Joao Filho, Cristiano Cunha. Direção: João Filho. Elenco: Cristiano Cunha. Quando: Ter, 15/11 às 16h. Onde: SP Escola de Teatro – Sede Roosevelt. 16 anos.

Silêncio: – A peça Silêncio: é um combinado de sete fragmentos que dialogam simbolicamente com questões ligadas a relações de poder, que podem ser interpretadas a partir da ideia do trabalho. (60 min). Texto: Hermison Nogueira. Direção: Hermison Nogueira. Elenco: Ana Wicki, Leonardo D’Aquino, Mariana Zequinão de Oliveira, Hermison Nogueira. Quando: Seg, 14/11 às 15h30. Onde: SP Escola de Teatro – Sede Roosevelt. 14 anos.

SINTO MUITO – A partir da pesquisa dos males sociais o processo criativo levanta muitas vezes o desapego/indiferença das pessoas com relação aos que os cerca fazendo das relações descartáveis, quando não mais necessárias. (60 min). Texto: Livre. Direção: Veronica Mello. Elenco: Ariane Ramalho, Bruno da Silva, Leandro Guedes, Jonatas Batista, Matheus Houck, Mariana Mello, Ronaldo Bonfim. Quando: Dom, 13/11 às 16h30. Onde: Praça Roosevelt – Área 3. Livre.

Subterrâneo – Por onde ressoa a voz de quem vive no subsolo? Como trabalha a mente do homem contemporâneo que carrega em si o peso da “consciência exagerada” em uma cidade cinza, repleta de conflitos morais e sociais? Baseado em “Memórias do Subsolo” (1864), obra clássica do russo Fiódor Dostoiévski, o espetáculo “Subterrâneo” expõe um retrato cruel da realidade. (60 min). Texto: Heloísa Cardoso. Direção: Vanessa Guíllen. Elenco: Katia Casalvara e Tadeu Ibarra. Quando: Sáb, 12/11 às 21h, e Dom, 13/11 às 19h. Onde: Cia do Pássaro. 12 anos.

Te Amo, Arô! – Um jovem, nordestino, vem trabalhar como garçom e morar no Largo do Arouche, onde conhece personagens peculiares daquele local. Lá ele conhece uma cantora, pela qual se apaixona. O Largo e seus personagens lhes trarão muitas surpresas, muita transformação, com muita melodia, amor e dor. (90 min). Texto: Os Shakers: Alexandre Freire, Lucas Paiva, Sergio Virgilio, Vivi Roesil e Victor Hugo Valois. Direção: Fernando Neves. Elenco: Miriam Limma, Eliot Tosta, Carlos Athayde, Vinicio Dutra, Gil Oliveira e Heide Doria. Quando: Dom, 13/11 às 21h. Onde: SP Escola de Teatro – Sede Roosevelt. 16 anos.

Teatro da Alma e do Corpo – O corpo já morto pergunta a sua alma porque está tão atormentada e ela responde estar em um dilema, continuar no mundo terrestre ou ir embora para a eternidade. As entidades celestes procuram convencer a alma a acompanha-los enquanto as entidades terrenas (Prazer e companhia)team o oposto. (90 min). Texto: Emilio Cavallieri. Direção: Paulo Maron. Elenco: Pedro Ometto, Angélica Menezes, Vivian Poyart, Elias Viana, Rodrigo Theodoro e Luis Fidelis. Quando: Ter, 15/11 às 20h30. Onde: Satyros Um. 10 anos.

Terapia Familiar – Mary, uma adolescente desgostosa da vida inscreve a família toda numa terapia pra lá de maluca. E nem a empregada escapa. Com o tempo ficam evidentes que o que faltava na família era coisas essenciais: respeito, paciência e diálogo. (60 min) Texto: Betho Ragusa Direção: Samuel Fernandes Elenco: Amanda Alves, Carlos Albero, Jacob Ponce, Jonathas Silva, Renan Miranda, Kizzy Costa, Valeria Alegria e Vanessa Lima Quando: Dom, 13/11 às 15h30. Onde: SP Escola de Teatro. 14 anos.

Toda A Saudade do Mundo – Um pintor fracassado, que mantém um relacionamento conturbado com sua marchand e mecenas, é abandonado por ela, quando ela resolve fazer um mestrado em Paris. Ele chora suas mágoas e repassa sua vida de perdas, rejeições com o seu melhor amigo, um garçom de um boteco da praça Roosevelt. ( 20 min ) Texto: Régis Trovão Rodrigues. Direção: Régis Trovão Rodrigues. Elenco: Talita Coling, Gustavo Canovas, Anna Haas e Ademir Muniz. Quando: Sáb, 12/11 às 19h. Onde: Estação Satyros. Livre.

TUSSELILULL – Tusselilull é um espetáculo que aborda a fragilidade da criança de maneira singela e profunda. O texto foi escrito a partir da obra de Ibsen “A Dama do Mar”, mas sob a óptica da personagem mais nova. E utiliza-se também a obra do Andersen: “o patinho feio”. (30 min). Texto: Ronaldo Ventura. Direção: Ronaldo Ventura. Elenco: Paulo Bergstein. Quando: Dom, 13/11 às 15h30. Onde: Praça Roosevelt – Área 2. Livre.

Um dia qualquer – Um espetáculo contemporâneo, despretensioso, emocionante e muito divertido.  Este trabalho trata das relações humanas através do encontro casual de personagens comuns, que esbarramos todo o tempo numa grande cidade, mas que não podemos ver suas histórias e suas relações com a vida e com a morte. Com personagens como um advogado e executivo de uma empresa qualquer, uma professora de inglês, um ator subempregado como animador de festas infantis e uma enfermeira de pacientes terminais, trava-se um diálogo divertido e ao mesmo tempo profundo. (60 min) Quando: Sáb e Dom, 12 e 13/11 às 19h. Onde: Caixa Cultural. Livre.

VIAS – A peça traz para o palco um show drag desconstruído, onde palco e camarim se fundem, misturando anseios, angústias e alegrias das drags protagonistas Jordana BAH, Poppins e Triz, e dá voz a tantxs outrxs bichas que perdem a voz diariamente no Brasil. Uma montanha russa colorida de política/pop. (50 min). Texto: Nina Nóbile. Direção: Henrique Mello e Sabrina Denobile. Elenco: Poppins (Eric Barros), Triz (Fernando Soares) e Jordana BAH (Flavio Sales). Quando: Sáb, 12/11 às 22h30. Onde: Estação Satyros. 14 anos.

Vida Bruta – É uma peça dirigida ao público adolescente, que tem em sua essência a fábula e a intercessão de linguagens artísticas como a dança, a música, o circo e o teatro. Tratando das questões juvenis com um elenco formado por atores juvenis treinados pelo Satyros, “Vida Bruta” oferece a este público um espaço de reflexão e arte. (45 min). Texto e Direção: Rodolfo García Vázquez. Elenco: Alex de Jesus, Alexander Matos, André Lu, Everson Anderson, Gabriela Sallum, Juliane Maioli, Maria Sol, Mariana Serrano, Ygor Martins. Quando: Dom, 13/11 às 16h. Onde: Satyros Um. Livre.

Volvere Vento – Volvere Vento deveria contar a história de três prostitutas que trabalham em condições precárias, uma delas tentaria sair desse sistema, morreria e fim. Mas, o espetáculo, através da mulher, se torna um pretexto para impulsionar o diálogo sobre uma sociedade imersa na sujeira de um sistema opressor. (80 min). Texto: Renan Novais Direção: Didio Gonçalves. Elenco: Anna Motta, Amara Hartmann, Barbara Arakaki, Caio Coppoli, Paloma Rodrigues. Quando: Dom, 13/11 às 14h. Onde: SP Escola de Teatro – Sede Roosevelt. 16 anos.

Waiting – Ambientada na década de 50, a peça conta a estória de Peggy. Ela recebe um telefonema de seu amado dizendo que naquele dia irá visitá-la! Entre todos os preparativos para receber Greg, ela conta sobre sua vida, seus desejos, medos, dores e delícias de uma vida dedicada a esperar por quem ama. (60 min). Texto: Fellipe Carauta. Direção: Tarcísio Lara Puiati. Elenco: Martha Meola. Quando: Ter, 15/11 às 01h. Onde: Espaço dos Parlapatões. 14 anos.

YES, eu não sei falar inglês! – Yes, eu não sei falar inglês é um espetáculo solo de comédia. Caique, com seu jeito irreverente, conta sobre os apuros que já passou por não saber falar inglês. Além de contar diversas situações cômicas envolvendo a tal “língua dos gringos”. É um desabafo cômico em português e mineirês. (80 min). Texto: Caique Dumont. Direção: Allan Benatti. Elenco: Caique Dumont. Quando: Seg, 14/11 às 01h. Onde: Espaço dos Parlapatões. 12 anos.


Sobre o Autor



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Top ↑
  • Twitter


  • Facebook