Danças Culturais

Danças Culturais

Ação Interdições – O Núcleo Mulheres na Dança e artistas convidadas apresentam performances simultâneas  que são narrativas pessoais de poética feminista, entre elas “Rastros” e “Feminino à Exaustão”. As performances são sempre recriadas a partir das novas questões das envolvidas e da relação com o espaço.  “Interdições” é uma mescla de criações pessoais e coletivas, são colagens, experimentos de arte/vida, onde uma artista contamina a outra, chegando ao emaranhado de um corpo só, corpo que se liberta. Onde você se sente interditada? (60 min). Criação Coletiva. Direção: Eliane Capel. Elenco: Cátia Araújo, Clarissa Camargo, Daay Ayres, Letícia Camargo e Mariana França. Trilha: Mana Maia. Quando: Sáb, 12/11 às 20h. Onde: Palco Mix. Livre.

Flamenco – A Cia. Cuadra Flamenca, dirigida pela bailarina e coreógrafa Vera Alejandra, apresenta “Flamenco”, espetáculo que leva ao público de todas as idades as diversas vertentes da dança espanhola por meio de uma abordagem contemporânea e original. O repertório deste espetáculo inclui os ritmos mais tradicionais da arte flamenca como Seguiriyas e Soleares, além  dos ritmos de festa como os Tangos flamencos, as Bulerias e as Sevillanas. Com a participação de músicos e bailarinos, a Cia. Cuadra Flamenca explora o baile, o toque e o cante desta arte tão particular, em coreografias modernas e ousadas. (30 min). Direção coreográfica baile: Vera Alejandra. Direção musical guitarra: Allan Harbas. Canto: Marcio Bonefon. Baile: Livia Almendary, Maissa Bakri, Priscilla Assuar, Verônica Donoso, Valeria Lis. Quando: Sáb, 12/11 às 21h30. Onde: Palco Mix. Livre.

Garabato – É a ferramenta utilizada por Eleguá, divindade cultuada na Santería, religião Afro-Cubana, que no Brasil é conhecida por Exú. Além disso, na religião afro-cubana denominada PALO de origem Bantu, GARABATO é o nome da dança realizada no ritual de passagem quando morre um “Paleiro (membro dessa religião)”. GARABATO faz um paralelo cultural entre Cuba e Bahia, tendo como ponto de partida, as manifestações populares e folclóricas Cubanas, a fim de encontrar as convergências culturais entre esses dois povos, seja na maneira de falar, agir, andar, que supostamente é influenciada por essa divindade yorubana. O trabalho da Calabar Cia de Dança aborda como a divindade Eleguá e Exu estão presentes no cotidiano cultural do cubano e do baiano, a ponto de confundir a identificação quando são relacionados. (42 min). Direção: Alexei Ramos. Interpretes: Alexei Ramos, Emília Pedra, Kika Queiroz, Priscila Paciência. Quando: Ter, 15/11 às 19h. Onde: Estação Satyros. Livre.

Labirinto do Ser – Baseado nos estudos do Dr. Afonso Carlos Neves que propõe caminhar em uma réplica do labirinto da Catedral de Chartres, na França, para fins de autoconhecimento, meditação e de cura. O espetáculo “Labirinto do Ser” conseguiu um resultado inovador, porque mescla dança e linguagem multimídia. (40min). Direção Geral: Camila Andrade. Direção Cênica: Jorge Bascunãn. Coreografias:  Camila Andrade  e João Pirahy. Elenco: Rafael Sunny, Camila Andrade, Sandro Mattos, Monique Milani, Lumi Kakuda, Carolina Villa, Gal Spitzer e Lu Matsu. Quando: Ter, 15/11 às 20h. Onde:  SP Escola de Teatro – Sede Roosevelt. 12 anos.


Sobre o Autor



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Top ↑
  • Twitter


  • Facebook