DançaMix

DANÇAMIX

 

A programação do Dança Mix 2018 conta com 4 workshops e 13 apresentações de diferentes linguagens. Os grupos e companhias convidados e inscritos nessa programação são de lugares e linguagens diversas, mas com certeza com uma vontade em comum, dançar! Dançar e amar, amar a dança. Viver a dança. Em tempos sombrios a vontade ecoa nos corpos, na fala, no fazer artístico; Dançar e Amar, sem ter medo de ser clichê!

Curadoria: Priscila Magalhães. Co-Curadoria: Catharina Bellini

 

 

QUINTA-FEIRA, 11 DE OUTUBRO

 

19h30 – Tranças de Teresa – Tecer relações as vezes se impõe como um enigma, ver o mundo como um mistério, nos faz querer alargar esse mundo, compreender mais esse mundo…… acho que o grande mistério é o mistério da vida. Sendo ele um grande mistério, precisa ser olhado é preservado com atenção. Acho que a grande poesia é a poesia desse mistério. E, evidentemente, não há vida sem amor né? Amor no sentido mais profundo da palavra. Tunga. O segundo ato da série Amor em 4 Atos, “Tranças de Teresa”, parte de uma pesquisa sobre o artista plástico brasileiro Tunga, e sua intersecção com o amor e suas relações contraditórias. (50 min). Direção: Priscila Magalhães. Coreografia: Liliane de Grammont. Produção Executiva: Patrícia Galvão. Trilha Sonora: Ed Côrtes. Desenho de luz: Alexandre Bafé e Priscila Magalhães. Produção de Vídeo: João Leão. Figurino: Bruna Fernandes. Ensaiador: Lucas Oliva. Cenografia: Vitor Ugo e Aline Oliveira. Bailarinos: Julio Francozo , Rebeca Tadiello, Daru Liberato, Thamires  Núbia,  Clara Hornis e Cris Rother. Onde: Praça Roosevelt. 14 anos.

19h30 – Dança Vertical – Os alunos do curso de dança vertical ministrado pela Cia Base apresentam a performance “Dança Vertical, que une dança vertical com elementos de circo aéreo e performance, através da apresentação do final do curso realizado pelo terceiro ano consecutivo na SP Escola de Teatro. As apresentações desafiam a gravidade em prédios onde artistas experimentam diversas possibilidades do movimento no sentido vertical, criando experiências inesperadas de dança, circo aéreo e artes plásticas, propondo giros, voos, desequilibrios, desenhos, fluidez e outras peripécias radicais a 20 m do chão. (20 min). Direção: Cristiano Cimino. Onde: SP Escola de Teatro – Sede Roosevelt. Livre.

 

SEXTA-FEIRA, 12 DE OUTUBRO

 

15h – “TLUDI” – Núcleo Tentáculo – Tludi é um alienígena que, após ter seu mundo explodido, viaja pelo espaço e visita outros mundos, como o mundo do pontilhado, mundo do circulo e outros. Em cada mundo, Tludi encontra um desafio que ele pode ajudar a resolver. O espetáculo diz sobre amor, amizade e relações pessoais. Concepção e Coreografia: Liliane de Grammont. Figurinos e Conceito: Instituto de Moda Sustentável ECOTECE. Trilha Sonora Original e Roteiro: Ed Côrtes Cenografia: Samir Melo. Elenco: Vinicius Cosant (Tludi), Ana Beatriz Pina e Giuliana Zibini (Mundo dos triangulos), Fabiana Faccio e Lucas Oliva (Mundo pontilhado), Rebeca Tadiello e Pietro Morgado (Mundo das setas), Carolina Verzolla e Luigi Marin (Mundo dos círculos), Flora Gomes e Sabrina Ferreira (Mundo dos quadrados), Marilia Curtolo, Ingrid Laurentino, Isadora Giaretta e Renan Carvalho. (40 min). Onde: SP Escola de Teatro – Sede Roosevelt (Sala R6). Livre.

17h – “Tentação De Ser Muito Feliz” Baile/Espetáculo Forró – Cia Terceira Categoria – Sinopse: Tentação de ser muito feliz é um trabalho cênico utilizando como ponto de partida o forró pé de serra e seu contexto cultural. Nosso baile espetáculo acontece embalado por um quarteto de forró com rabeca (instrumento típico do forró pé-de-serra) surpreendendo e interagindo com o público. Direção: Juliana Freire Coreografia:Juliana Freire Elenco: Juliana Freire Dançarinos Guilherme Ribeiro João Batista Juliana Freire Mariana Turco Maíra Fagundes Tayara Galvão Preparação Corporal e Técnica João Gomes. (45 min). Onde: SP Escola de Teatro – Sede Roosevelt (Sala R6). Livre.

17h30 – Performance Aun “Geradora” – Através da experimentação como arma política de desestruturação de conceitos biológicos como aprisionamento de possibilidades, o performer entra em contato com novos corpos criados a partir do seu estado de potência. Utilizando de todos os meios, visuais, sonoros e performativos, criando um campo de energia para a exploração de subjetividades de um corpo não condicionado ao sistema heterosocial e um corpo que se auto castra ao condicionamento biológico de sua existência. (30 min). Onde: Praça Roosevelt. Livre.

18h30 – Cia Diversidança – “Manifesto para outros Manifestos” – Resistir dançando por alguns cantos… é uma intervenção do projeto “Ensaios Cartográficos” realizado pela Cia Diversidança, por meio de site specific, mas cuja proposta não somente perfaça pela sua relação com o espaço urbano/território, mas que a vivência estabelecida possa trazer experiência não apenas estética, mas também simbólica para aqueles que transitam pela cidade. A intervenção é norteada por diversas perguntas, dentre elas: Por que você dança? Quais as conquistas, lutas e perdas da dança? O que temos contribuído pra dança na cidade? A dança pode mudar o seu mundo? Qual é o papel do artista da dança na sociedade? Direção Geral e Artística: Rodrigo Cândido Interpretes-Criadores: Alessandro Saldanha, Cintia Rocha, Felipe Santana, Iliandra Peluso, Márcio Vitorino, Rodrigo Cândido, Rosângela Alves e Vinicius Borges Interpretes-Pesquisadores: Alessandro Mesquita, Alessandro Saldanha, Bárbara Santos, Felipe Santana, Rivaldo Ferreira e Rodrigo Cândido. (20 min). Onde: Praça Roosevelt. Livre.

18h30 – “O REGRESSO” – Anomia Coletivo – O REGRESSO nasce da necessidade de externar dores enraizadas e nunca revisitadas do interior do bailarino Manuel Victor. Um solo de dança contemporânea com códigos da dança Breaking, dançado por um corpo negro, marginalizado, marcado por suas experiências e maduro por necessidade. Questiona as marcas físicas e psicológicas do intérprete e convida o público ao mesmo exercício. Manuel se apresenta dizendo quem é nesse solo e busca saber também: QUEM É VOCÊ? (10 min). Onde: SP Escola de Teatro – Sede Roosevelt (Sala R6). Livre.

18h40 – “Aquântico” – Solo Performance – Rebeca Tadiello – Corpo que vem da água e que ganha forma; beleza (?) que se manifesta através de vários vieses; possíveis representações do feminino, do erótico e do des-forme. (5 min). Onde: SP Escola de Teatro – Sede Roosevelt (Sala R6). Livre.

19h – Cia Narcisa Coelho – Divertssement do Clássico ao Contemporâneo – Trabalhos que reúnem obras de estilos de dança diferentes, atingindo a todas as faixas etárias e apreciadores de uma boa performance técnica e artística. São corpos preparados tecnicamente para subirem nas pontas, assim como se mexerem usando o solo, saltos, giros com precisão e destreza. (30 min). Onde: SP Escola de Teatro – Sede Roosevelt (Sala R6). Livre.

19h30 – “NARCISO”– Daru Liberato – Solo que compõe o espetáculo “Amor em 4 Atos – Uma Paixão no Deserto” da Cia da Vila. (5 min). Onde: SP Escola de Teatro – Sede Roosevelt (Sala R6). Livre.

19h40 – “FAROFA TRA!” – Turma 17 Em Dança – Artes do Corpo PUC –Violências, periferias, centros e marginalidades: os corpos. Improvisação como fricção. A construção coletiva e o exercício da alteridade: é possível compartilhar violências? Farofa.tra! junção de corpos farofeiros questionando fazeres em dança CUnhados em referências consideradas invisíveis. Direção: Zélia Monteiro Coreografia:Coletiva Elenco:Bruna Baptista, Cristina Eira, Guilherme Leite, Kessia Midory, Luisa Papa, Murilo Chevalier, Stefani Bertoline e Vinicios Duenhas. (30 min). Onde: SP Escola de Teatro – Sede Roosevelt (Sala R6). Livre.

20h30 – “Voyeur” – NÚCLEO TENTÁCULO – Espetáculo de dança contemporânea com duração de 30 minutos criado por Liliane de Grammont em 2011. Partindo do viés analítico, põe em questão as manifestações de ordem subliminar daquele que observa. O roteiro é construído provocando questões e colocando o público na mesma posição daquele que espia e observa sem ser visto. O espetáculo é interrompido e um dos interpretes se coloca no lugar plateia/observador espelhando as reações do público. Ficha técnica: Concepção e coreografia: Liliane de Grammont Figurinos: Bruna Fernades Trilha sonora original: Ed Côrtes Edição de vídeo: Felipe Sciotti Elenco: Vinicius Cosant, Lucas Oliva, Pietro Morgado, Carolina Verzolla, Sabrina Ferreira, Marilia Curtolo, Rebeca Tadiello e Renan Carvalho. (30 min). Onde: SP Escola de Teatro – Sede Roosevelt (Sala R6). Livre.

21h10 – “Dança para Camille” – Cia Fragmento – Dança para Camille parte de um trecho que compõe o trabalho Corpos Frágeis (2010) e torna-se um dueto independente dançado por duas mulheres no ano de 2018. Durante o seu processo criativo, a vida e obra da escultura francesa Camille Claudel foram fontes de inspiração. Em cena, a performatividade do feminino. Corpos sós, acompanhados de seus duplos. Frente e verso. Luz e sombra. E tudo o que está entre. Coreografia e direção: Vanessa Macedo com Maitê Molnar e Vanessa Macedo. Trilha: Gustavo Domingues. Luz: Sandro Borelli. (25 min). Onde: SP Escola de Teatro – Sede Roosevelt (Sala R6). 16 anos.

21h50 – “SEM SAÍDA” – CIA ALESSANDRA BARALDI: Peça coreográfica, que, por meio do diálogo entre dança e atuação, contará a história do Holocausto Brasileiro, ocorrido entre 1930 e 1980, no Hospital Colônia de Barbacena, período em que mais de 60 mil pessoas foram mortas devido às condições insalubres e ao abandono do hospital pela sociedade. Direção: Alessandra Baraldi e Carol Lobo Coreografia:Alessandra Baraldi Elenco:Carol Lobo, Anne Martins, Geraldo Maciel, Thainá Reinert, Matheus Fernando, Vinícius Ferreira, Laura Lama, Amanda Gonzaga, Sophia Cunha, Luiza Paiva, Everton Nascimento, Daniel Soares, Fernanda Ribeiro. (60 min). Onde: SP Escola de Teatro – Sede Roosevelt (Sala R6). 12 anos.

23h10 – “BENEDITA” – CIA MARGINAIS PLÁSTICAS – BENEDITA é uma leitura corporal das músicas de Virginia Rodriguez e Elza Soares a partir de vivências do elenco. Direção: Ramon Soares. Coreografia: Ladyane Vieira. Elenco: Ramon Soares, Joel Pimentel, Ludovyko Aguida Aguiar e Ladyane Vieira. (60 min). Onde: SP Escola de Teatro – Sede Roosevelt (Sala R6). 18 anos.

 


Comments are closed.

Back to Top ↑
  • Twitter


  • Facebook