DançaMix



QUINTA, 02 DE DEZEMBRO

20h00 – Live Satyros Entrevista | DançaMix – Pri Magalhães entrevista Rivaldo Ferreira, da Cia Dentre Nós, para falar sobre a dança no cenário brasileiro e a programação do projeto DançaMix na Satyrianas 2021. (60 min – SP). Onde: Instagram @ossatyros.  



SÁBADO, 04 DE DEZEMBRO

15h00 –Oficina Composição Coreográfica a partir do estudo de temas de movimentos. – (90 min – SP). Ministrada por Ariana Macedo. A proposta da aula é investigar qualidades de movimentos com variações de dinâmicas, planos,  exploração de espaços e compor células coreográficas a partir dessa investigação. Onde: SP Escola de Teatro – Sala Antônio Pompeo (6º andar).

17h00 – Mesa de Debate “Dança nas quebradas, formação de redes de afeto e sustentabilidade” – (70 min – SP). Com Rodrigo Cândido (Cia Diversidança), Rosângela Alves (Cia Zona Agbara), Bárbara Santos (Coletivo Olhares de Guiné) e Renan Marangoni (Corpo Molde). Onde: SP Escola de Teatro – Sala Antônio Pompeo (6º andar).

18h30 – Solo “Existindo” – A ideia da existência de outra pessoa dentro de mim que se tornou real. Ela como um ser, profundo, cauteloso, assustador, presente(espaço) e apaixonante tomou conta do meu tempo, minha estabilidade, meus pensamentos, se tornando presente(tempo)… E espero que ela permaneça aqui, EXISTINDO. (5 min – SP).  Bailarina e coreógrafa: Fabiana Vintem. Onde: SP Escola de Teatro – Sala Antônio Pompeo (6º andar).

19h00 – Pré-estreia do espetáculo “Sagrado Seja o Caos” – com a Cia Dentre Nós. (45 min – SP). Direção: Rivaldo Ferreira. Onde: SP Escola de Teatro – Sala Antônio Pompeo (6º andar).

20h00 – Solo “Apuro” – Pelo amor incondicional e entrega à pureza de quando criança, surge a curiosidade pelo afastamento, o contato com a sombra, o outro lado. Apurando o próprio ser mesmo que em apuro. (5 min – SP). Bailarino: Rubens Silva. Coreografia: Manuel Gomes. Figurino: Fábio Namatame. Música: Blow The Wind – Pie Jesu/Jocelyn Pook. Onde: SP Escola de Teatro – Sala Antônio Pompeo (6º andar).

20h15 – Videodança “Entre Espaço Onde Tudo Existe” – “É sobre o que antecede o instante, o que existe no entre-espaço: o ar que circunda todas as coisas, a luz, densidades, distâncias, profundezas que despertam sensações, a respiração, o olhar e um desejo de que tudo que está no presente e o que ainda está por vir existam” @_marcusmoreno. (10 min – SP). Concepção e Dança: Marcus Moreno. Direção, Fotografia e Montagem: Pri Magalhães. Assistência de Fotografia: @pauliana.mr. Trilha Original: @antonioportomusic. Design Gráfico e Mídias Digitais: @juvinagre. Apoio e Midias Sociais: Portal MUD. Assessoria de Comunicação: @elainecalux. Coordenação de Produção: @cristianeklein @dionisioproducao. Produção Executiva: @elenorjunior. Onde: SP Escola de Teatro – Sala Antônio Pompeo (6º andar).

20h30 – Espetáculo “O Peso do Corpo que Risca” – Com Cia Black In Lak’ech – A proposta cênica do coletivo Black in Lak’ech se debruça dentro da cultura afro-diaspórica, trazendo como animador de reflexão as vivências individuais e coletivas dos intérpretes nas zonas periféricas. A pesquisa do coletivo sobre corporeidade periférica atravessa as manifestações culturais do Afro Dance, Dancehall e Funk, resultando em um trabalho de composição coreográfica representante das vozes ocultas. (25 min – SP). Elenco: Brena Alves, Robson Rosa, Vanceli Masta, Vinee Walker. Direção: Coletiva. Produtor: Daniel Marques. Onde: SP Escola de Teatro – Sala Antônio Pompeo (6º andar).

21h20 – Espetáculo “O Palhaço” – Com Clara Hornis e Rubens Oliveira (5 min – SP). Onde: SP Escola de Teatro – Sala Antônio Pompeo (6º andar).

21h30 – Curta-metragem de dança experimental “HYDRA” – Berlim, Alemanha – Curta-metragem de dança experimental, que parte da recém chegada da performer Natasha Vergilio na cidade de Berlim, Alemanha. Hydra é a irregularidade da forma narrativa, a personagem desperta suas emoções contraditórias no tempo, no calor e na frieza da cidade de Berlim. Com sua mobilidade física, ela desenha no espaço o conflito com a cidade, expressando sua insistência e habilidades de continuar em um caminho sem volta. A film by Dan Caetano & Natasha Vergilio. Music by Huma-Huma – “Hydra” & “Nevada City”. Gênero: Filme experimental, vídeo dança, vídeo arte. Ano de produção: 2019. (4 min – BERLIM/ALEMANHA). Onde: SP Escola de Teatro – Sala Antônio Pompeo (6º andar).

21h40 – Videodança “Teresas” – Cia da Vila – As “teresas” são tranças feitas com tecidos diversos como lençóis, fronhas, toalhas, etc, utilizados em presídios e manicômios, tranças direcionadas a fuga. Uma fuga para um outro estado.  Produzido em plano sequência, “Teresas” convida o espectador a passear pelos cômodos da casa, como um voyeur, observando a intimidade de cada um, em um local onde as relações se entrelaçam e permanecem ali, como um processo cíclico, sem fim. (10 min – SP). Bailarinos: Clara Hornis, Daru Liberato, Julio Françozo, Rebeca Tadiello e Cristina Rother. Direção: Priscila Magalhães. Coreografia: Liliane de Grammont. Direção de Imagem: João Leão. Produção: Bronca Filmes e Nome Filmes. Onde: SP Escola de Teatro – Sala Antônio Pompeo (6º andar).

22h00 – Espetáculo “Protagoniza Mulher” – Com Núcleo Pluráttis – Movidas pela luta frente à estrutura social patriarcal que desqualifica o protagonismo da mulher em sociedade, Protagoniza Mulher trás para a cena as experiências particulares das integrantes, no tocante à presença e ausência de protagonismo em suas vidas, combinando sua pesquisa corporal às letras autorais de compositoras mulheres dentro do recorte territorial periférico da zona sul de São Paulo. (12 min – SP) Elenco: Larissa Souza, Larissa Vieira, Vanceli Masta Direção: Coletiva. Onde: SP Escola de Teatro – Sala Antônio Pompeo (6º andar).

22h20 – Videodança “Fragments” Paris, França – Com Juliana Kis –  Sensível e dedicada à sua arte. Nascida no Brasil, mas com nacionalidade greco-brasileira, atualmente vive em Paris. Dançarina desde os 9 anos de idade, professora e coreógrafa há mais de 14 anos, é formada em educação física com experiência em hip hop e dança contemporânea. Criadora, diretora e coreógrafa da Brainstorm Dance Company, grupo que foi vencedor do “Rock in Rio Dance Dance Competition” nacional e internacionalmente. Trabalhou como dançarina na Ásia em Cingapura, Vietnã, China e Coréia do Sul. Estudou danças urbanas em Los Angeles, onde participou do curso de formação “Establish Your Empire”, vinculado a “Movement Lifestyle Studio”. Convidada regularmente como professora e jurada em festivais e eventos dentro e fora do país. Destaque para sua participação em alguns dos eventos mais importantes do Brasil, H2K Rio Hip Hop Kemp (Rio de Janeiro), BDC Brazil Dance Camp (Minas Gerais), FIH2 Festival Internacional de Hip Hop (Curitiba) e Festival de Dança de Joinville, considerado o maior da América Latina e um dos maiores eventos de dança do mundo. Ministrou workshops nos Estados Unidos, França, Alemanha e Portugal, também foi jurada nos últimos dois países. Dançarina contratada pela Ópera Nacional de Paris para fazer parte do elenco de “Les Indes Galantes”, a primeira ópera da história a receber dançarinos de danças urbanas, dirigido por Clément Cogitore & Bintou Dembele e performado na Ópera Bastille em Paris. (4 min – PARIS/FRANÇA). Onde: SP Escola de Teatro – Sala Antônio Pompeo (6º andar).

22h25 – Videodança “A Sense Of Touch” Paris, França – Com Juliana Kis – Estreou no 2º Curta-metragem de Dança apoiado pelo Polaris Dance Theatre. Portland, Oregon. Convidado a participar da exposição de videodança no evento ‘CAPUT’. O evento apoiou pesquisas de artistas de diversos países. (4 min – PARIS/FRANÇA). Concept & Performer: Juliana Kis. Filmmaker: Guillaume Baudusseau. Onde: SP Escola de Teatro – Sala Antônio Pompeo (6º andar).



DOMINGO, 05 DE DEZEMBRO

18h30 – Rastros por onde for seu caminho: ame – “Rastros – por onde for seu caminho: ame” lança pistas vermelhas sobre passagens amorosas e transmuta-se em gestos dançantes evocados como resposta a um turbilhão de sentimentos individuais que pulsam coletivamente. Estamos tentando lembrar para não esquecer…traduzindo através das linhas de movimento que de repente se transformam em solos ou de um aglomerado que deseja se fazer visível a necessidade de amar como um alento poético do devir. (46 min – SP). Atuação: Felipe Julio, Gabriel Vieira, Giovanna Quieroz, Larissa Almeida, Jaqueline Silva e Maxine Paschoal. Onde: Praça Roosevelt. Livre. 

20h00 – Nômade – “Nômade” é uma performance de improvisação que utiliza os materias criado na série de vídeos “Nômade”, como disparadores para uma atualização da obra em um outro contexto. O trabalho busca incorporar um tipo de pensamento nômade (sempre em transformação/deslocamento) na lógica de composição da peça, que em momentos revela características mais pedagógicas/documentais, apresentando questões e procedimentos elaborados durante o processo de criação, ao mesmo tempo que demonstra os desdobramentos performáticos da investigação com o espaço urbano. (30 min – SP). Atuação: Pietro Morgado. Onde: Praça Roosevelt. Livre. 


Comments are closed.

Back to Top ↑
  • Twitter


  • Facebook